17 de ago de 2018

Sexo sem Tabu - "Entenda uma coisa:

Ver o outro chegando ao orgasmo é ótimo, mas nada se compara a quando você mesma alcança o clímax! Criamos um passo a passo para deixar esse trajeto ainda mais interessante!

Não existe mulher que "dá" no primeiro encontro 
Existe mulher que faz sexo quando está com vontade.
Ela não te "deu"
Ela nunca te pertenceu 
Então não venha com essa de "ela deu pra mim"
Porque na verdade, ela não foi sua.
Ela não conta primeiro, segundo ou terceiro encontro 
Ela valoriza os momentos 
Ela valoriza as conversas 
Os sorrisos 
Os olhares 
Ela valoriza aquilo que desperta vontade 
Aquilo que desperta tesão em viver.
Se ela fez SEXO com você
É porque ela quis.
Não pense que ela faz sexo com todos 
Ou pense se quiser 
Até porque isso não é da sua conta.
Você não "comeu" ela 
Ela ainda está inteira 
Ainda ri de coisas bobas na TV
Ainda lê um livro antes de dormir 
Ainda sai com suas amigas no sábado a noite
E almoça na casa dos pais no domingo.
Você não "comeu" ela
Porque gente não se come
Se sente.
Ela não saiu por aí gritando para todos 
O quanto a transa de vocês foi ruim
Ou o quanto você foi grosso com ela
Ela não precisa dividir isso com ninguém 
Então porque você precisa?
Pra se sentir mais "macho" ?
Pra se sentir mais "homem"?
Não cara
Ela não é metade do que você pensa
Ela é tão extraordinária
Que nem cabe dentro dos seus pensamentos.
Ela não te ligou
E ela não estava esperando você ligar 
Ela não precisa da sua aprovação
Ela não precisa saber se foi bom pra você 
Porque se tiver sido bom para ela
Ela vai fazer acontecer de novo.
Não, ela não estava bêbada 
Nem drogada 
Ela fez porque quis 
Porque tava afim.
Quando ela se arrumou naquela noite
Ela já sabia que seria pra enlouquecer 
Ou enlouquecer alguém
E pode ter certeza que você não a enlouqueceu.
Você não ganhou ela na sua conversa fiada 
Ela foi porque tava afim
Porque ela te escolheu.
Não saia por aí dizendo que você a ganhou
E que você ganha a hora que quiser.
Ela não te viu como um pedaço de carne 
Ela não enxerga ninguém assim 
Ela gosta de conexões 
Nem que seja só por uma noite
Ela gosta de se sentir ligada a alma de alguém
De sentir o calor 
De olhar nos olhos 
De sentir prazer físico e emocional 
E se ela tiver te achado vazio demais 
Não vai rolar de novo.
Você pode rezar 
Implorar 
Mandar flores
Ela é decidida 
Tem personalidade forte.
E no dia em que ela se casar 
Vai ser com um cara de muita sorte 
Porque de todas as conexões 
Aquela terá sido a mais forte 
Ele terá sido a alma que ela escolheu 
E os dois serão eternamente enlouquecidos 
Um pelo outro.
E você?
Ah cara,
Você vai continuar perdendo tempo 
Falando por aí das mulheres que você acha que comeu 
Vai continuar perdendo tempo achando que ganhou alguém 
Você vai acabar sozinho 
Porque nunca soube se conectar 
Nunca soube sentir a alma de alguém." 

Texto originalmente publicado no Facebook por Helena Ferreira.

16 de ago de 2018

Agora que estou solteira...


Agora que estou solteira eu vejo a vida de outra forma. Todas as coisas que não tinham importância antes agora tem. Não vem com essa que o amor deixa as coisas mais coloridas, porque quem pensa assim cria uma verdade que só vai ser feliz se tiver alguém junto. Mas eu passei a ver as coisas mais coloridas, mesmos nos dias mais escuros de inverno.

Agora que estou solteira posso ir a lugares onde antes, quando namorava, meu ex não queria ir. Posso ficar observando as estrelas sem ninguém para me dizer o que fazer depois. Posso atacar um lanche de madrugada, quando voltar da balada, e me arrepender depois... porque acontece né?

Agora que estou solteira posso ver o mundo de outro jeito. O calor que faz dentro de mim quando vejo um carrinho de sorvete virando a esquina e corro pra comprar um. Sem julgamentos dos outros. Como sou atrapalhada posso derrubar ele inteiro na minha blusa nova, não terei ninguém para me julgar. 

Vou rir de mim e por mim.

Agora que estou solteira posso colocar todas as pimentas em sachês que vem no cinema e comer sozinha, vai me dar um calor mas tudo bem, a gente tira o casaco que tá tudo certo. Agora que estou solteira posso assistir os filmes mais bizarros da vida, sem ninguém para julgar as minhas escolhas e ficar duvidando do porque escolhi aquele filme.

Agora eu posso fazer todas as coisas que tenho vontade, conhecer todas as pessoas que eu quiser, ser amigo de muitas delas e beijar todas as bocas que eu quiser, solteira que fala né? Hoje posso decidir ir para praia e, em cinco minutos, pegar o carro e ir sozinha, sem dar satisfação a ninguém.

Meu Deus, eu não lembrava que ser solteira era tão bom. Mas calma, um dia alguém vai ocupar esse coraçãozinho aqui e pode ter certeza, ele vai me aceitar do meu jeito atrapalhada de ser porque mudar por alguém pode ser a pior coisa a se fazer.


15 de ago de 2018

O que estou ouvindo...




O texto de ontem gerou vários comentários de amigos meus que não sabiam da minha história e vieram me chamar correndo perguntando se tava tudo bem. Gente, tô ótima. Essa fase durou dos 15 até uns 23 anos, agora tá tudo muito bem. 

Melhor impossível.

Ficando claro que estou vivendo a melhor fase de toda a minha vida, eu acho haha, decidi compartilhar mais sobre as coisas que estou vivendo, ouvindo, escrevendo e tudo mais. Então tô lançando uma nova tag, bem diferente do Música da Semana, que vou compartilhar com vocês todas as músicas que estou viciada, seja naquela semana, naquele dia, naquele mês... porque as vezes demora para "des-viciar" né? haha

Sou mega fã de playlists prontas, porque as músicas que eu salvo no meu Spotify são as minhas favoritas, mas nem sempre quero ouvir um sertanejo e logo em seguida um RAP. 

Então vou compartilhar com vocês uma que têm sido o amor da minha vida nesses últimos tempos, porquê lembrar do verão nunca fez mal a ninguém né? hahaha






14 de ago de 2018

Precisamos falar sobre Demi



Desde o dia em que Demi foi internada eu estou pensando em escrever esse texto, ou até antes. Eu relutei muito para digitar essas palavras aqui, para todos possam ler, e as escrevo com lágrimas nos olhos porque sim, precisamos falar sobre isso. E vou tentar colocar tudo em uma ordem para fazer sentido, então vamos começar por mim.

Muito antes da Demi aparecer, muito antes dessa palavra ser tão famosa, muito antes de crianças e jovens serem processados por isso, eu sofri bullying. Mas é claro, sempre quando ia falar disso para as pessoas mais velhas, que eram próximas a mim, diziam "ah, se ele tá puxando o seu cabelo é porque gosta de você", "se as suas amigas dizem que você é feia é porque elas sentem inveja e queriam ser iguais a você". 

Não, adultos.

A vida não é tão simples assim.

Na verdade isso vem de geração, mas não vamos nos apegar muito a isso porque esse texto já vai ser longo demais. O fato é que, conforme o tempo foi passando, eu comecei a descobrir que tinha alguma coisa errada nessa história e fui ficando cada vez mais abatida.

Voltando a Demi, eu sofri anorexia também. Sim, choquem. Porque eu pensava que se as pessoas me vissem mais magra iam começar a gostar de mim, o que não aconteceu. Primeira vez que eu desmaiei coloquei a culpa no álcool, mas já estava a mais de três dias sem comer. Consequentemente comecei a me mutilar também, porque eu achava que todas as coisas ruins que estavam acontecendo comigo eram culpa minha.

Mas não eram, nem todas.

Se meus pais separaram, a culpa era minha. Se as pessoas, principalmente os meninos, não gostavam de mim era porque eu estava fora do padrão, muito gorda. Me culpava por não conseguir emagrecer, como num passe de mágica. Sentia inveja das minhas amigas quando elas comiam um hambúrguer com batata frita e eu ficava só na água, porque só de olhar aquilo eu já engordava.

E eu sofri, e muito.

Não precisei ser internada nem nada do tipo, mas foi quase. Aos 16 eu estava um caco. Com olheiras gigantes, magra, mais não saudável e mentia quando dizia que tinha gastado todo o meu dinheiro com comida. Mentira, eu comprava vodka e misturava com todas as substancias liquidas que encontrava na frente.

Mas afinal, o que isso tem haver com a Demi?

Desde muito nova ela foi sucesso da Disney, por anos. Não sei qual é a relação dela com os pais, empresários e afins, mas será que foi essa profissão que ela realmente escolheu ou escolheram por ela? Mas também não vamos entrar nesse mérito, porque não consigo imaginar um mudo onde a Demi Lovato não seria ela mesma.

Desde muito nova ela já lidava com as pessoas ditando o que ela tinha que usar, como ela deveria ser e de que forma ela deveria agir. A forma com que o seu corpo deve parecer para agradar a todas as pessoas que não estão nem aí. Os fãs vão gostar de vê-la saudável, fora-se o padrão de beleza. Vários comentários chamando ela de gorda antes, magra demais agora... o que vocês querem?

Ela é um ser humano, de carne e osso, como todos nós. Ninguém merece passar por isso, então parem de julgar as outras pessoas para que elas sejam o seu padrão de beleza! Isso nos leva à depressão, cortes, anorexia, álcool e drogas. Então parem, por favor - nessa parte estou chorando e implorando.

Parem.

Cada um tem a sua beleza, cada um tem o seu talento então não adianta forçar uma coisa porque não vai encaixar. Somos todos diferentes um do outro, e essa é a graça da vida. No mesmo dia que a Demi foi internada meu pai disse "ah, ela se cortava, ela era bêbada, fez uma música pedindo desculpas. Era uma drogada".

Aquilo me doeu demais e eu chorei, sem parar.

A diferença entre nós duas é que ela tem talento para cantar e eu tenho talento para escrever...

Stay strong Demi, always. Look at your own wrists and feel this, please.

Ah, muita gente me pergunta se a Amanda, do meu primeiro livro, foi inspirada em mim e  uma coisa que eu sempre respondi: a gente não escreve o que a gente não sabe e o que não vivemos.