13 de out de 2012

Sábado a noite



Sábado a noite e aquele momento onde posso escolher com qual máscara sair. Hoje decidi sair com aquela que não se importa com você, só pra variar um pouco. Aquela que é completamente decidida. Odeio quando chegamos nesse ponto. Aquele onde fingimos que não nos importamos e seguimos em frente. Odeio simplesmente porque é nesse momento que tudo de ruim acontece, e eu não vou suportar tudo de novo. Mentira, você sabe que vou. É, você sabe, e talvez esse seja o problema. Mas vou sair, me divertir e te esquecer por algumas horas, porque eu realmente preciso. Preciso fingir que você nunca existiu pra conseguir seguir mais em frente, suportar tudo. Vou lembrar de você entre uma dose e outra, depois quanto for dormir porque isso sempre acontece. Vou esquecer todos os meus planos pra te ter por uma noite. Não vou agir como as outras, vou simplesmente fingir que não me importo mais. E lá, todos aqueles homens não me farão diferença, porque nenhum deles é você. Mas ai na manhã seguinte vou te pedir pra ficar, e você? Fica?