15 de nov de 2012

Contos de fadas

Existem coisas que ninguém nunca vai nos contar, descobriremos sozinhos e manteremos conosco na esperança de que outras pessoas também descubram. Esse é, geralmente, aquele momento onde nossa infância e sonhos começam a se dissipar no ar até que você esquece.

A Branca de Neve comeu a maçã envenenada e foi salva pelo verdadeiro amor. A Bela Adormecida foi amaldiçoada e também foi salva pelo verdadeiro amor. A Pequena Sereia trocou a voz por pernas só para encontrar com príncipe. A Cinderela deixou tudo que a impedia de ser feliz e saiu e com cara, coragem e uma fada madrinha para ser quem deveria por uma noite.



O que nunca nos contaram é que todas elas sofreram antes do final feliz, e se ele realmente existe ou acabaram as folhas na maquina de impressão. Todas elas enfrentaram monstros interiores que antes às impediam de seguir em frente e simplesmente deixavam tudo como é, como tinha que ser. Todas elas destruirão aquilo que às corroía o peito e às impediam de serem felizes.

Esqueceram de nos contar também que, para alcançarmos o tão sonhado final feliz, não vai aparecer fada madrinha alguma. Que o nosso castelo na verdade é construído de cartas e inúmeros lobos tentaram derruba-lo. A nossa carruagem nada mais é a coragem de seguir em frente. Nenhum anão vai correr atrás do seu príncipe e avisar que você está em apuros. Não vão tentar te impedir de entrar num castelo abandonado, principalmente se este está ai dentro de você. Não existe madrasta má, existem na verdade pessoas más. Ah, e o príncipe de verdade talvez não exista também, o que existe é aquele cara ideal e cheio de defeitos que vão te magoar uma hora ou outra. Nenhum Grilo Falante te soprando ao ouvido tudo aquilo que deve ser feito. Você enfrentará tudo sozinho. Algumas pessoas o ajudaram conforme o tempo, mas quem decide qual caminho seguir e qual o final feliz ideal é você. 



Outras verdades que não nos contaram é que o Peter Pan não queria crescer, porque ser adulto é chato. Que a Chapeuzinho Vermelho só desobedeceu sua mãe porque precisava de  um alguém. E a Alice na verdade só queria voltar para casa.