27 de dez de 2012

New year



Mais um ano que se vai e será que este foi diferente de tantos outros?

Acredito que realmente as pessoas esperam demais pelo ano novo, sendo que elas continuarão sendo as mesmas. Toda essa história de promessas, pular sete ondinhas, usar roupa de tal cor para atrair tal sentimento e comer kilos de uva verde durante a virada para mim não passam de besteiras. Nada vai funcionar direito se não decidir que isso partirá de dentro de você. Seguir estereótipos criados pela sociedade para fazer com que você seja cada vez mais infeliz, também não ajudam em nada. 

Mas o que eu realmente acredito é que esse ano trouxe muitas, mais muitas coisas boas das quais agradeço todos os dias e  um bocado delas também foram ruins, paciência. Aqueles momentos que ficarão pra sempre na memória, pessoas incríveis que tive oportunidade de realmente conhecer. Mais músicas que vão grudar na minha cabeça por um bom tempo, mais tatuagens, mais amor, mais experiência, mais prazeres. Mais, mais e mais. Decepções, sorrisos, abraços, suspiros e ansiedade. 

Que no ano que vem nós continuaremos a prosperar por mais abraços, mais carinho, mais amor e mais paz. Mais música, mais vida, mais afeto. Que consigamos demonstrar tudo aquilo que sentimos. Que não nos falte festas, viagens, sonhos, livros, vontade, sorrisos, banhos de chuva e histórias pra contar. Que não nos falte amor. 

Que no ano que vem possamos colher tudo aquilo que plantamos e que nenhuma tempestade tenha abalado tudo que construímos aqui, no presente. Que possamos juntar todas essas experiências ruins e sorrir. Mas nada de criar muita expectativa por uma data e sim se espelhar sempre naquilo que te dá forças para seguir em frente. Que no ano que vem não nos falte forças para gritarmos sempre "por favor, fica!" quando sentirmos a necessidade de ter alguém especial por perto. Que nós possamos deixar nossos medos de lado e se arriscar.

A única certeza que tenho é de que esse ano vai ser melhor, sem promessas nem juras em vão. Só uma passagem, cara, coragem e amor. Amor este que nunca nos abandona.