27 de mar de 2013

Não é birra




Não me sinto mais triste se você não quiser ficar. Quer ir embora, vai. 

Eu me viro aqui com a minha solidão, se é disso que você faz tanta questão. Apenas saiba que esse é um caminho sem volta. Que o tempo é curto, e que não preciso mais da segurança forjada do seu abraço. Tem tanta gente pra eu conhecer, tantas histórias pra escrever, tanta aventura pra viver... Por que eu ficaria presa nesse amor mal acabado?

Quer ir embora, vai. Mas esteja completamente ciente que eu também vou. 


Vou me perder pra me encontrar, eu vou chorar, vou me machucar. E você não vai estar lá para cuidar de mim e das minhas loucuras. Você vai sentir falta do jeito como eu me dividia em mil pedaços pra cuidar das suas também. 



Você sabe que eu sou assim, intensa, apaixonada, maluca. Eu vou me envolver com outros problemas de outras pessoas e tenho certeza que ninguém jamais será tão razoável quanto você. Isso cedo ou tarde também me fará sofrer. Mas apesar de suas tentativas falidas, você sabe muito bem que eu não preciso estar protegida de tudo.



Vai, se ajeita ai com a sua solidão, se você prefere mesmo ela do que estar comigo, eu já falei, eu não ligo.





E NÃO SOU BIRRENTA! (risos)