7 de mai de 2013

Danada saudade




Adivinha quem está com saudade? Quem se encheu de lembranças, que pensou nele a noite toda, que soltou mesmo que sem querer seu nome várias vezes na roda... Quem indiferente a todas as brigas, mágoas, tempo, distância, apenas fechou os olhos e imaginou como seria bom se ele estivesse aqui. Independente de toda aquela história sobre o que fizemos, deixamos de fazer ou deveríamos ter feito



Independente de todo futuro que nem existe, de todo passado bom ou ruim. Adivinha quem queria que ele estivesse aqui, no presente momento, vivendo apenas esse instante. Todo resto que se dane. Todas as dúvidas e medos. Todo esse lance sobre como agir e o que esperar. Sem expectativas e frustrações.



Apenas o alívio que somente sua companhia me traz. Por isso faz querer, sempre mais e mais. Ê saudade... você quase me fez vacilar sua danadinha. Deixa ir quem tiver que ir, pra poder chegar quem tiver que chegar. Deixa voltar quem tiver que voltar, e ficar, apenas quem merecer.