5 de ago de 2013

Transito


Ando tão desesperada pra chamar sua atenção que quase me esqueci que você não vai nem reparar. É que bateu saudade, sabe, aquele um pouquinho o tempo todo. É que alguém me perguntou de você. É que eu ouvi qualquer música que me lembrou você. É que eu dirigia meu carro e tive um impulso quase incontrolável de seguir em direção ao velho endereço, aproveitar o fim de tarde deitada no colchão da sala de estar com você. 

Assistindo qualquer bobagem na tv com você. A gente tirava um cochilo e você me acordava fazendo cócegas e eu morria de rir enquanto discutíamos qual seria o jantar. E você ia lavar a louça enquanto eu ficava te admirando dançando e cantarolando em frente a pia. Depois você me pegaria no colo e me rodaria no ar, só pra me ver ficar vermelha quando fosse me beijar. Suas mãos na minha cintura me fazendo perder o ar.

Eu fechava meus olhos e me erguia na ponta dos pés para te alcançar e você afastava o rosto só para brincar comigo, seus dedos entrelaçados nos meus cabelos aproximando meu rosto de seu peito. Logo a gente já estaria se largando na cama, discutindo agora quem é que se levantaria para apagar a luz. Depois da vitória, meu riso fácil denunciaria minha felicidade por caber tão perfeitamente no seu abraço.

E quando o silêncio tomasse conta, você ia ouvir meu riso abafado, te chamando só pra dizer "eu gosto muito de você". Você ria dizendo que já sabia o que o que eu dizer e dava um tempo pra responder, só pra me irritar, mas enfim me diria as palavras que eu tanto precisava ouvir para dormir sossegada "eu também gosto muito de você".

Mas aí a música muda e eu me lembro que as coisas não são mais assim, e nem foram sempre tão perfeitas, é bem provável que nunca voltem a ser. Eu te deixei partir, e você partiu. Eu sabia que isso aconteceria e por isso demorei até bem mais do que deveria, me apegando a essas pequenas migalhas dos momentos de felicidade que compartilhamos juntos. E enfim o sinal abre, e eu me lembro que é hora de seguir em frente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários