amor

História de Liberdade

14:08


Sempre quis viver um amor desses de cinema, sabe, de pirar a cabeça, sem por que, sem dúvidas, intenso, louco, clichê. Daqueles filmes bem água com açúcar mesmo, que a gente chora, ri, e fica até com raiva, porque sabemos que apesar de tudo, o casal vai ficar junto no final. Não é bem assim na vida real. Ou talvez seja, só demora mais para se chegar ao desfecho (não seria ótimo poder colocar uma plaquinha de "anos depois" e pular pra parte em que tudo vai dar certo?)

O fato é que mesmo acreditando incontestavelmente que qualquer um poderia ser meu grande amor, ninguém nunca conseguiu me segurar muito bem. Por ter esse pensamento, tive lá bons romances, não nego, mas todos cedo ou tarde me deixaram. E então, mesmo com esse jeito apaixonado e intenso de ser, eu parto também. Não sei esperar, não sei fazer loucuras de amor. 

Só posso concluir que ninguém então me tocou fundo o suficiente. Nem me amou o suficiente para me fazer ficar, esperar, provar. E não vai ser agora, justamente agora, que descobri que tenho dentro de mim toda essa liberdade, que alguém vai conseguir me prender. (vai ter que rebolar, rebolar, rebolar... ♪ tá, parei).

Sempre fui livre, só não tinha conhecimento disso. Não dá pra sonhar com um amor sem ter com quem compartilhar esse sonho, hoje eu sei. Hoje eu amo minha liberdade. E não é que esse daria um belo par? Eu e a Liberdade, felizes para sempre. Um relacionamento com suas crises, idas e vindas, como qualquer outro. Quem disse afinal que não pode ser essa a minha verdadeira história de amor?


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.