15 de set de 2013

Sem vícios







As coisas mudaram muito, é verdade. Nossas vidas são completamente diferentes, nossa rotina não bate e até nosso círculo de amizades esta mudando. Já não é tão fácil te encontrar por acaso, e mesmo sua voz já não escuto mais. Seguimos caminhos diferentes, mesmo não intencionalmente.

Era tudo mais fácil, mais gostoso, mais bonito. Não colecionávamos tantas mágoas e nem tanto orgulho. E mesmo quando levantávamos a voz, era facilmente calada com beijos. O mundo caia ao redor mas você era o meu remédio. Hoje eu sou doente e tenho me acostumado com isso.

As coisas mudaram, mas não necessariamente seja ruim. Agora caminhamos sozinhos, livres. Nossas quedas já não tem haver um com o outro, e você não precisa mais me segurar o tempo todo. Aprendi a me levantar quando você me deixou no chão. 

Talvez seja esse também o motivo de tanta mudança. De tantas quedas sem ajuda, ficamos independentes um do outro. E aprendemos a levantar. E afinal, quem quer andar com proteção quando descobre o bem que o vento no rosto faz ?

 A culpa não foi minha, nem sua. A vida tem dessas, nos vicia e tira o vício, te tortura até você aprender a ficar sem a droga. 

E então você entende por si só, que também é feliz sem vícios.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários