celular

Sufoco tecnológico

12:43




Você sabe qual o valor real das coisas ou vive num mundo completamente supérfluo? É feliz sempre ou finge ser? Aquela vela história que a tecnologia afasta quem tá perto e une quem tá longe já virou um imenso clichê, a moda agora é falar da dependência dela. Aliás, você segue a moda? Você usa e faz aquilo que as revistas e blogs dizem ser legal?  Você procura formas de agir como manda a etiqueta ou prefere ser você mesmo?

É difícil encontrar alguém que não esteja refém da tecnologia, das redes sociais e da aceitação. São 24 horas conectado e quando a internet 3g não funciona xinga até o filho do sobrinho do dono da empresa. É contato rápido a todo momento. Você precisa das notícias, das piadas, de jogar conversa fora, dos vídeos engraçados, do contato direto. Não vou mentir, faço parte dessa massa popular que age assim e se você tem entre 15 e 30 anos não se engane, você faz parte dela também.

O fato é que esqueceu-se o que é importante. Nos anos 80's / 90's quando as pessoas tinham um momento livre,como o horário de almoço ou antes de dormir, mantinham um cigarro entre os dedos e dialogavam entre si. Não generalizo, mas havia uma grande maioria consumidora de tabaco naquela época. Você deve estar pensando "Ah, mas ai descobriram que o cigarro pode matar", e será que esse nosso consumismo acelerado de futilidade também não poderá nos matar um dia? Não digo fisicamente mas sim culturalmente.

O que mais vejo por ai são pessoas conectadas a todo momento mostrando como são felizes, o tempo inteiro. Ah qual é, ninguém é feliz o tempo todo. Além de sentir a necessidade de dizer onde está, com quem está, o que está acontecendo. Coloca fotos, vídeos, faz check in como se colocasse uma placa fluorescente em cima da cabeça que diz "eu estou feliz, eu sou feliz, fique feliz porque sou feliz". 

Outra coisa que é fácil de se encontrar nas redes sociais é a necessidade de aceitação do outro com você. Checa o celular a cada cinco minutos na esperança que alguém tenha curtido seu status ou sua foto. Não admite discussão, essa talvez seja a pior delas. Quando a postagem trás um assunto extremamente polêmico mas o dono da página não aceita opiniões adversas à dele. Eu postei, eu tô certo e você errado. Isso é o cúmulo do século. Não tem diálogo, não tem conversa interpessoal, não tem contato físico. Não vou nem citar o recém aplicativo lançado para conseguir sexo fácil.

A questão é se você é assim ou faz porque segue a massa. Você não é feliz o tempo todo, eu sei que não. Você também não precisa demonstrar isso (mas vale lembrar que sair contando seus problemas para pessoas que você não conhece também não faz sentido). Há uma diferença abismal entre usar e ser usado. Somos todos usados por nossos aparelhos eletrônicos e estamos sendo consumidos por eles e pela felicidade fútil. Você é realmente feliz? Você não sente saudade do contato físico e visual? Você se aceita socialmente, tendo sua foto três curtidas ou milhares? Parabéns, você é feliz. Do contrário reveja seus conceitos sobre o assunto, mas mantenha o celular desligado por favor. 


You Might Also Like

2 comentários

  1. É mesmo triste saber que tem gente que realmente não larga do celular por nada nesse mundo... Algumas colegas minhas são assim. Eu raramente pego no celular para ver alguma coisa, só uso ele para ouvir música e para fazer ligações importantes, haha.

    http://my-little-candy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, fico feliz por você não ser assim. Parabéns =)
      Obrigada pela visita, seja bem vinda

      beijos - Tayla

      Excluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.