17 de jan de 2014

Ajudar alguém? Faz bem




Ouvi muitas pessoas dizerem o quão bonita foi minha atitude. Ouvi dizer como fiquei bem de cabelos mais curtos. Ouvi inúmeros elogios, questionamentos e palavras de carinho. Ouvi tanta coisa legal que resolvi vir aqui no blog compartilhar com vocês uma das decisões mais inusitadas da minha vida.


Todo mundo conhece alguém que teve câncer. Se você não conhece ninguém próximo que passou por isso, devo lhe dizer que você é uma pessoa de sorte. Muita gente, infelizmente, sabe qual é a dor de perder alguém e o desespero que se tem pelo medo de que isso possa acontecer. O que muita gente talvez não saiba é que algumas atitudes pode acabar tornando essa jornada mais leve. E foi exatamente isso que eu fiz.


Sempre tive os cabelos na altura da cintura, ou bem pouquinho menos. Na última semana procurei em alguns sites e telefones algum lugar que aceitasse doações de cabelos para a confecção de perucas àqueles que infelizmente os perderam com o tratamento. Foi difícil, confesso. Muita gente dizia para eu vender. Me deram preços, me deram lugares à ir, pessoas com quem falar. E eu apenas pensava, e as vezes dizia, "não cara, eu não quero dinheiro, a merda do cabelo é meu e eu faço com ele o que eu quiser".


Achei o cúmulo todos, pelo menos a maioria que entrei em contato, os hospitais relacionados a esse tipo de tratamento não aceitarem esse tipo de doações. Foi muito mais difícil do que eu esperava. Até que entrei em contato com o Instituto do Câncer de São Paulo (pode parecer óbvio agora, mas na hora da procura não foi) e descobri que lá eles aceitam. Fiquei super feliz, passei a tesoura, peguei o metrô e fui lá levar. Não posso descrever qual foi o meu sentimento. Me senti bem, comigo. Fiquei feliz em poder fazer alguém, talvez, sorrir mais um pouquinho. Porque no final é isso que vale a pena né?



Descobri que lá, assim como no próprio Hospital do Câncer, não aceitam apenas doações de cabelos. Eles aceitam também o seu tempo. Se você estiver afim de ajudar é só entrar em contato com o hospital, ou então levar sua doação no 3° andar onde ficam as voluntárias. O Instituto do Câncer de São Paulo fica no metrô da Clínicas, ao lado da Faculdade de Medicina da USP, bem pertinho. Mudar o visual as vezes faz bem. Ajudar quem precisa faz bem sempre!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários