amor

A cultura brasileira chora - Banalizaram o carnaval

10:47


O brasileiro adquiriu a péssima mania de reclamar com a bunda na cadeira, atrás de um computador de última geração e uma café da Starbucks do lado. É fácil expressar sua opinião quando o outro está distante, ou quando meia duzia de pessoas vão concordar com você. Porque claro, é bem mais fácil seguir a massa tecnicamente pensante desse país do que estudar e criar a própria opinião para inúmeros assuntos. Como o carnaval por exemplo.

Nessa época o que mais vejo por ai é uma imagem do Danilo Gentili com um texto que ele escreveu há anos atrás dizendo como seria bom acabar com o carnaval. Eu até concordo, mas não faço disso uma verdade absoluta para mim. Haveria diminuição de doenças sexualmente transmissíveis se acabássemos de vez com uma das poucas crenças populares que o Brasil inteiro participa? Talvez, mas não seria muito mais fácil orientar e mudar esse conceito de que esses quatro dias de festa são necessariamente para sair por ai transando com qualquer um que você conheceu bêbado numa festa estranha? - com gente esquisita.

Não seria muito mais fácil se voltássemos àquela época de censura e cobríssemos todas as nossas mulheres na avenida com roupas decentes? Porque cara, dá para sambar com um vestido curto e sensual não precisa se travestir inteira. Aliás cito aqui a preferencia masculina que está - geralmente - na simplicidade da mulher. Uma mulata de um metro e oitenta, em cima de um salto enorme, semi nua e piscando como luzes de motel na madrugada é para chamar a atenção de todo mundo. E quem disse que essas imagens não atiçam a macharada que se sente no direito de sair pegando tudo e todos, espalhando as tais doenças? Sem falar na quantidade de nenéns que nascem lá no final de outubro, começo de novembro.

Carnaval era para ser sinônimo de cultura, amor ao próximo e de certa forma controlar o preconceito. Mas deixou de ser tudo isso assim que nós brasileiros assinamos e deixamos toda a baixaria acontecer. O pior de tudo isso é que o carnaval foi banalizado e levou o samba consigo. Devíamos pedir desculpas ao Cartola, Adoniram Barbosa e Bezerra da Silva. Desculpa Martinho da Vila e Paulinho da Viola. Desculpas aos africanos que ajudaram a construir essa cultura que está sendo completamente banalizada e, infelizmente, talvez futuramente destruída. Desculpas aos grandes autores do MPB também, por serem obrigados a viver nesse mundo de Lepo Lepo e Tchê Tchê Rê Rê. Desculpa pelo pagode também, aliás mil desculpas por esse.

Saudades daquelas festinhas de carnaval quando era criança. Daquele tempo em que podia me fantasiar da minha heroína preferida, sair por ai com um pote cheio de confetes e sujar a casa inteira antes de chegar na festa realmente. Lembro de ouvir minha mãe gritando para sairmos logo de casa antes que todas as serpentinas estivessem no chão. De cantar aquelas musiquinhas bregas que não fazem - ou faziam - o menor sentido. Saudade de ver nossos pais cantando e dançando conosco. De conhecer pessoas novas e chegar em casa exausta. Essa foi a primeira balada de qualquer pessoa que hoje tenha ente 20 e 30 anos, não tenha dúvida.

Até que começaram a apelar pela industria do sexo fácil. Das roupas provocantes ou até mesmo da falta delas. Do excesso de maquiagem, da vagabundagem de ficar quatro dias longe do emprego pensando e muitas vezes fazendo algo que não vai ser orgulho para ninguém daqui há alguns anos. Transformaram o carnaval num comercio sexual, onde os gringos chegam ao Brasil nessa época em busca de mulheres fáceis, quentes e completamente dispostas a realizar todos os seus desejos carnais. Assinaram a banalização de uma cultura brasileira e infelizmente, como muitas outras coisas erradas que acontecem no país, abaixamos a cabeça e deixamos isso acontecer.





You Might Also Like

2 comentários

  1. Nossa que preguiça!
    Carnaval é sinônimo de alegria!
    E não tem preconceitos com quem quer sair pela ou pintada, ou quem esta sendo vulgar.
    É Carnaval, a vida por si só já nos coloca tanto pra baixo, deixa quem quer sorrir, sorrir!
    Existe ainda a festinhas em qual as pessoas vão fantasiada e fazem o que você falou que sente saudades...em cidades pequenas, interior de são paulo existe muito disso.
    Cada um vai na festa que lhe convêm, e dança e canta as musicas que lhe convêm!
    Pro carnaval não existe musica ruim, existe gente com preguiça de se deixar levar e ser feliz

    Bom carnaval!

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente Caio, tanto é que fugi pro interior esse ano haha mas tem muita gente que só reclama, relmente da preguiça.
    Queria conhecer mais pessoas que pensam como voce viu :)

    Seja bem vindo ao blog! Otimo carnaval pra voce :*

    ResponderExcluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.