Christiane F

Livro que virou filme - Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída

11:59


A partir da década de 70 havia uma enorme preocupação quanto ao uso de drogas entre os jovens. Cigarros aparecem como um ícone de moda e felicidade. Naquela época, pular de uma droga para outra era completamente acessível. Naquela época, porque hoje conheço várias pessoas que são dependentes do tabaco e só. Talvez seja pela falta de instrução ou até mesmo por ser uma novidade naquele tempo.

Preocupados com o desenvolvimento desses jovens muitas escolas tornaram alguns livros que tratavam o assunto como leitura obrigatória, tipo Machado de Assis hoje em dia. Segundo minha mãe eram livros que deixavam as crianças e os adolescentes com receio de entrar naquele mundo e não conseguir mais sair. Entre esses livros foi indicado um que acabou ficando hiper famoso, talvez pela história ser real e não saída da cabeça de algum escritor famoso. 

Christiane F. era uma garota alemã que aos 12 anos começou a usar maconha, Valium e LSD após começar a frequentar um grupo de jovens. Aos 13 anos começou a frequentar uma discoteca em Berlim, onde fez inúmeros amigos, conheceu seu futuro namorado e também a heroína - conhecida como H. A droga estava na época de "introdução" e poucos sabiam o que ela realmente causava com o uso contínuo, principalmente crianças. Usou pela primeira vez num show do David Bowie, depois disso Christiane se viu no ápice do vício que não podia sustentar - usava pelo menos três vezes ao dia. Aos 14 anos começou a se prostituir para continuar alimentando o vício. Depois disso ela foi presa, julgada e sua história foi usada como base do livro "Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída".

O livro acabou virando filme, alguns de seus amigos acabaram morrendo pelo vício e ela estava sóbria desde 1980. Aos 46 anos voltou a usar drogas pesadas, perde a guarda do seu filho e, segundo uma entrevista realizada no final do ano passado, ela afirma que sabe que vai morrer logo. 

Capa de divulgação do filme


Trailer do filme, lançado em 1981

Sem preguiça, você pode ler o livro aqui, ver o filme aqui e a entrevista dela aquiO filme em si é muito pesado, daqueles que não dá para assistir com os pais (embora eu tenha visto com minha mãe que, assim que descobriu que tinha um filme do seu livro de escola ficou doida para assistir) mais garanto que vale a pena. Na entrevista ela explica - ou tenta  explicar -  os motivos que a levaram consumir drogas que começou com o abuso do seu pai na infância. Fica a dica de livro, filme e de leitura da entrevista porque eu garanto que o aprendizado é enorme. 

Ainda não sei se fiquei mais impressionada com o livro, o filme ou a entrevista dela. É bem triste ver a que ponto as pessoas chegam para sustentar um vício. Tem algum livro ou filme do tipo que você gosta de ver mesmo sendo bem chocante? Conta pra gente!


You Might Also Like

0 comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.