#stopbullying

Fotografando - Preconceito contra filhas adotivas

12:05



Com o projeto #StopBullying começando resolvi buscar algumas histórias de pessoas que sofreram preconceito, dentro ou fora da internet. Infelizmente não foi muito difícil de encontrar. Vi esse post lá no Hypeness.

Kim Kelley é uma fotógrafa americana que tem duas filhas que foram adotadas nos primeiros meses de vida. Depois de ouvir várias frases desrespeitosas sobre as filhas ela decidiu fotografá-las segurando frases que elas já foram obrigadas a ouvir. Ela disse que essa foi a forma que ela utilizou para contar sua história para o mundo em busca de arrancar um pouco da ignorância alheia.

 “Por que você não pegou uma que fosse ‘perfeita’?”


 “Você vai mandá-la de volta quando ela for adulta, certo?”.


 “Diga algo em chinês pra mim!”


 “Por que você não pegou uma do nosso sistema de assistência social?”.


 “Ela fala muito bem inglês (foram adotadas quando eram bebês)


 “Eu nunca conseguiria pensar em uma criança de outra pessoa como minha”.


 “Elas não podem te amar como um [filho] seu poderia”


 “Eles odeiam meninas no país de onde você vem, sabe disso certo?”


 “Como você pode amar uma criança que você não deu à luz? Eu nunca conseguiria fazer isso”.


“Onde estão seus VERDADEIROS pais?”

 “Eles te deixaram escolher uma?”


 “Você não quis uma que fosse parecida com você?”


 “Por que a família VERDADEIRA dela não a quis?”


 “Quanto foi que ela custou?”


 “Por que você haveria de trazer mais imigrantes para o nosso país?”


 “Ela conhece sua verdadeira família?”


 “Não tem medo que elas um dia te odeiem por as ter tirado do país delas?”


 “Ela não é MESMO sua irmã, sabe disso, certo?”


 “Eles mandam seus bebês para aqui para eles se tornarem espiões quando crescerem”


 “Sua mãe é uma verdadeira santa por querer você”


“Você tem filhos a seu cargo? Não, quero dizer, filho seus


Na minha opinião as pessoas responsáveis por tais frases não passam de ignorantes. Não no sentido de burras, tapadas ou qualquer outro adjetivo que se encaixe aqui. Mas elas são ignorantes por não buscar o conhecimento necessário e suficiente para deixar de falar esse tipo de bobagens. Infelizmente ainda vivemos num mundo onde o superficial é levado mais em conta do que aquilo que é realmente importante. É lamentável. Mas espero viver o suficiente para ver essa torre preconceituosa desabar.













Se você é blogueiro vem ajudar a gente com o nosso projeto #StopBullying. Vamos tentar tirar um pouco disso - pelo menos - da internet e tornar nosso lugar preferido muito mais legal. Se informe aqui. Vem participar!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Acho que algumas perguntas podem ter sido feitas com naturalidade e sem preconceito. Fruto do querer entender o que não se entende, fruto da ignorância que todos partilhamos e da inocência. Nem todas têm de ter má conotação. A pensar assim entra-se no perigoso sistema do ""politicamente correto" e da hipocrisia para não correr o risco de ferir susceptibilidades.

    Acho natural, por exemplo, que alguém íntimo pergunte aos pais das crianças se sabem alguma coisa dos pais biológicos. Acho até natural que a criança pergunte! Perguntar quanto custa pode parecer um se refere a um produto qualquer mas a verdade é que a adopção tem custos e se calhar a pergunta não foi feita com malícia. Se se quer combater a ignorância também não se pode passar tudo a ferro e fogo, ou as pessoas deixam de perguntar e se tornam ainda mais preconceituosas porque desconhecem tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida. Acredito que algumas dessas frases não chegam a ser preconceituosas, mas isso dizemos enquanto estamos apenas lendo não quer dizer que as crianças não tenham entendido da mesma forma que nós.

      Obrigada pela visita =)

      beijos!

      Excluir
  2. Ah, mas o alerta está soberbo. A mensagem transmitida clara como água. Sem dúvida que nos emociona e faz reflectir!

    ResponderExcluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.