amor

Sobre relacionamentos - o que todos nós queremos

13:17


★

Descobri que não é difícil ser feliz. Tudo que você precisa são de coisas tão simples e ao mesmo tempo completamente significantes que completam aquele vazio que existe dentro de todos nós. Como inúmeros poetas já cansaram de dizer: é difícil ser simples. Ainda mais no mundo atual, onde computadores são usados no lugar de nossas cabeças e mensagem de voz no Whatsapp já pode ser considerado amor. Se fizer uma ligação, menina esse é pra casar.

Mas eu, bem lá no fundo, acredito no romantismo que se perdeu há alguns séculos atrás. Romantismo mesmo, da breguice e tudo mais. Porque todo mundo gosta daquela coisinha a mais que faz seu coração parar por um momento e seu estômago revirar o almoço de ontem. Além da mão suada, respiração ofegante e o suspiro preso na garganta. Cara, como alguém consegue criar um muro em torno de si mesmo para impedir que esses sentimentos entrem e te dominem por completo?

Vou dizer o que a gente quer, e por a gente eu digo eu, você e até aquela sua vizinha mau humorada. A gente só quer alguém, fim. Não vem com essa de filmes românticos e almas gêmeas, deixa que a Disney explore esse seu lado mulherzinha. A gente só quer alguém para dividir o sorvete no shopping, para andar de mãos dadas na rua e para rir conosco de algo que talvez nem tenha tanta graça assim. A gente não quer um alguém que se jogue na frente de uma bala de canhão para nos defender, sem essa de provar que amor verdadeiro é amor sofrido e toda aquela coisa clichê. A gente só quer alguém que fique do nosso lado quando essa bala acertar em cheio nossas vidas e nos balançar por inteiros.

A gente só quer alguém que nos ligue no meio da semana só para dizer um oi e depois ficar esperando por aquele silêncio constrangedor do outro lado da linha. Coisa que nós pensaremos pelo resto da semana. Nós só queremos alguém para ir ao cinema num sábado a noite, para dividir um desabafo, para acordar descabelada sem se importar com isso, para dormir com uma roupa maior que nosso corpo. Porque não tem nada mais delicioso do que acordar vestindo a camiseta dele. É como se ele pensasse que ela é dele e ela tivesse certeza disso.

A gente não quer aquele clichês que chegam a encher os olhos d'água e deixam o coração num vazio enorme. Porque, na real, nada mais deprimente do que ver o amor alheio. Sério. Se você é daqueles que consegue ter o coração partido, ou seja lá qual merda que veio depois de todo romance, ver esses casais chicletes se amando no meio da rua e ainda por cima achar aquilo fofo, devo dizer que você se tornou aquela sua tia solteirona. Compre um gato, ou dois. Mas um delicioso pé na bunda pode te fazer bem, embora seja como uma dieta. Um trajeto longo, sofrido e com resultados um tanto quanto demorados demais. Mas passa, sempre passa. O que importa na verdade é estar disposto a amar de novo.

Sem essa de que amar machuca, amar não machuca. Amar da medo, da uma agonia terrível e um pressentimento ruim quando se deposita sua vida nas mãos de um outro alguém com a esperança de que este cuide dela assim como você deseja. E merece. Porque todo mundo merece ser amado, de uma forma ou de outra. A gente só quer alguém que, depois de uma discussão, volte a falar conosco e mostre que ainda assim vai continuar ao nosso lado. Não precisa aparecer com um buquê enorme de flores no meu trabalho, só diz.

Acho que esse é um dos maiores problemas, o dizer. Tão difícil dizer à alguém que você o quer ao seu lado? Tipo, bem simples mesmo. Bem cantada de pedreiro. "Oi, te quero". Acho que essa comunicação resolveria pelo menos metade dos problemas dos relacionamentos atuais, ou no caso aqueles que nem sequer se tornaram um relacionamento de verdade. A gente só quer sussurro no ouvido, um beijo suave e um puxão de leve no cabelo. Na real, a gente só quer que o outro fique.



You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.