amor

Sobre nós dois e as sobras na geladeira

10:00

LOST MEMORIES | via Tumblr

Ainda me lembro do meu penúltimo aniversário. Você já havia se mudado completamente para meu apartamento e nossos amigos diziam que éramos casados. Não sei se já te considerava meu quando você se mudou completamente, acredito que isso deva ter acontecido a partir do momento que deixou sua escova de dentes em cima do banheiro. Lá pelo terceiro ou quarto encontro. Podemos não ter a melhor e mais dramática história de amor mas com certeza temos algo que vale a pena ser lembrado.

Era meu aniversário e você sabia muito bem como eu odiava essas datas comemorativas porque elas me lembravam o quão velha eu estava ficando, além de estar cada dia mais distante dos meus sonhos. Mas, aquele ano, fora completamente diferente. Você chegou com um bolo enorme nos braços e várias sacolas cheias de cerveja no carro. "Só chamei nossos amigos, vai ser bem simples, prometo". Esse foi o começo do que um dia diríamos ser nosso.

Eles chegaram depois que você conseguiu me convencer de comemorar alguma coisa. Com seu riso simples e seu jeito de olhar em meus olhos que me deixava com calafrios na espinha e uma vontade enorme de você. Eu concordei no instante que vi nosso melhor amigo passar pela porta com um chapéu de criança e começar a destruir meu apartamento. Um jeito legal de destruir, daquele que gera inúmeras lembranças e histórias hilárias para contar.

Você passou a noite toda ao meu lado. Mesmo enquanto eu estava com minhas amigas, falando como a academia havia feito bem para um de seus amigos, você estava ali. Sorrindo e me segurando pela cintura, como se tivesse medo de que eu saísse correndo e te deixasse com a cerveja congelando na nossa geladeira, sem ter alguém que a consumisse. Mas eu não fui, é claro.

Acordei na manhã seguinte com uma das maiores ressacas da minha vida. "Um corpo de 25 não se recupera tanto quanto um de 24 meu amor", você disse. Meu amor, essas palavras jamais saíram da minha cabeça. Passamos a maior parte daquele dia comendo sobras da noite passada, tomando toda a Coca Cola que havia na geladeira e prometendo que, depois do final do filme, iríamos levantar e arrumar tudo. O fato é que sempre havia outro filme começando. Me joguei em seus braços lá pelas seis da tarde e só consegui me desvencilhar deles quanto fui para o chuveiro. Mas você veio comigo. 

Fazem exatos trezentos e sessenta e cinco dias que aquela noite aconteceu. Um ano atrás onde eu estava em seus braços, me sentindo amada e dizendo que jamais iria embora. Eu mantive minha promessa e sei que você também. Não fui embora correndo quando você disse que me amava e você também não foi quando te apresentei para minha mãe. Acho que esse lance de destino gosta de brincar com as coisas quando têm de tudo para dar certo.

O fato é que este ano você não estava aqui. Não tinha sua escova de dentes em cima da pia ou ninguém para fazer piadinhas sobre a minha idade e me deixar irritada. Não havia ninguém para fazer sexo comigo no chuveiro e me deixar sem fôlego de tanto rir. Ninguém para ver filmes o dia inteiro e relembrar momentos que ficaram registrados em fotografias guardadas numa caixa em cima do meu armário. Esse ano você não estava aqui e posso dizer que não consegui me aproveitar das sobras da noite passada sozinha.



You Might Also Like

2 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.