2015

Todos os dias quando acordo...

10:32

•2015•

...não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo.

E você, o que fez com todo o seu tempo esse ano?

Todos os textos que já escrevi com relação a virada de ano tem sempre o mesmo tema porque, como é se de imaginar, minha opinião nunca muda. Mesmo antes de ter o blog, mesmo antes de sonhar em ser escritora, mesmo antes de tudo. O ano não muda, quem muda somos nós. Se você deixa uma sequencia de números controlar sua vida eu te peço, de coração apertado, desapegue.

Liste todas as coisas boas que aconteceram esse ano de um lado e as coisas ruins do outro. Agora pegue essa lista e compare, será que ali onde eu julgava ter terminado, onde eu sofri e chorei, onde jurei aos sete ventos que nunca mais aconteceria não aconteceu para que outra coisa melhor tomasse seu lugar? Disso eu nunca tive dúvidas. Coisas ruins acontecem para que possamos abrir espaço no armário do peito e esperar pelas coisas boas aparecerem, além de aprendermos a dar valor a elas. Ah, lembra que todo mundo já te disse que o valor da vida está nas pequenas coisas? Pense nisso.

Eu, particularmente, acho que cresci mais nesse último ano do que em toda a minha vida. Sabe porque? Porque passei a acreditar mais. Hoje acredito em mim mais do que nunca e sei que meus sonhos podem sim sair da gaveta, assim como os seus. Hoje eu aprendi a ver que todas as pessoas tem seu lado bom, independente de quem seja ou o que tenha feito. Eu sei que algum nome se passou pela sua cabeça ao ler essa frase, talvez você tenha pensado "mas Tay, fulano fez isso". Sim, mas ele não é só isso, impossível. Impossível uma pessoa ter vários dedos apontados para a face julgando pelo seu erro e esquecendo seus acertos. Todos erramos mas existe aquele velho ditado que persistir no erro é burrice.

Esse ano eu aprendi a dar mais valor as pessoas que tenho ao meu redor porque sem elas eu não sou absolutamente nada. Sem elas eu jamais teria chego onde cheguei hoje. Sem elas eu jamais teria norte para saber onde quero chegar. Se eu caí esse ano? Caí e caí feio. Tantas foram as vezes que me vi de madrugada, trancada no quarto com um suspiro preso no peito e juras de que tudo estava errado. Havia apenas uma única coisa errada nisso tudo, eu mesma.

Passei a acreditar, nesse ano, que essa coisa de destino tem só dez por cento da capacidade de mudar tudo, o resto fica por nossa conta. Se não deu certo levante a cabeça e acredite que algo melhor virá, porque sempre vem. Dias melhores virão, acredite nisso. Acredite mas não se mantenha preso a si mesmo esperando as coisas acontecerem, levante e faça. Procure uma ilha para descansar quando os braços estiverem cansados de remar mas nunca deixe de observar sua bussola, ela sempre aponta para o norte. Então descubra onde quer chegar e planeje como vai chegar. Só não se esqueça de que o caminho mais curto pode levar mais tempo para ser cruzado. Não é difícil planejar, a gente faz isso na janela do ônibus ou no chuveiro.

Poderia escrever outro livro com todas as lições que aprendi esse ano. Todos os conselhos que eu mesma escrevi graças aos perrengues que passei e outros tantos que deixei de passar por causa desses mesmos. Mas se tem uma coisa que eu finalmente aprendi esse ano é que as pessoas não sabem seu valor dentro de nós. Elas nunca sabem, elas acham. Achismo não é certeza, já diria meu querido e velho pai. Então para agora, e não ano que vem, mande uma mensagem, caminhe até a sala, faça uma ligação, escreva um email ou toque a campainha do apartamento de alguém e diga o quanto essa pessoa é importante para você.

A vida não espera e é curta demais para persistir nos mesmos erros. Se não deu certo hoje tire a lição disso tudo e leve como conselho, sempre podemos aprender com nossos erros e com os dos outros também. Pare de observar, faça. Você é capaz e não só ano que vem. Não faça promessas para o ano novo, faça planos para sua vida. Nem que sejam para daqui 10 anos ou mudem conforme você cresce. A roupa que você estiver usando a meia noite do dia 31 não vai influenciar em absolutamente nada se você não fizer acontecer. Então faça. Se quer amor ano que vem, ame. Se quer dinheiro, busque. Se quer felicidade, sorria até mesmo quando a vida não te der motivos para isso. 

O próximo ano é um livro aberto, em branco, esperando para que você escreva a sua história. Quer que ele seja melhor do que o anterior? Torne-o melhor.

Porque nós, meu bem, temos todo o tempo do mundo para sonhar e fazer acontecer.

Que o próximo ano venha da mesma forma que esse último. Que você mude, se tiver vontade de mudar. E, na dúvida, sorria. Seu sorriso pode mudar o mundo!


O Idealiizar volta em 2015, esperamos você ♥

You Might Also Like

6 comentários

  1. Falou tudo Taylinha! E aproveitando a deixa... Eu amo você e você é sim muito especial para mim por inúmeros motivos... Parabéns pela realização desse sonho e por ser uma escritora muito talentosa! ;-)

    ResponderExcluir
  2. ameiiiiiiiii o blog.....
    Bjokas
    http://mamiunhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, mas infelizmente um sorriso não consegue mudar muito coisa.
    Nem ser gentil ou ser uma boa pessoa hoje em dia, faz as coisas mudarem.
    O importante é fazer o bem e sorrir para simplesmente se sentir bem.
    E falar o que se sente é sempre importante. Espalhar energia boa também. O ano todo não só no clima de fim de ano. Que a meu ver, tem mais coisa falsa que verdadeira infelizmente.
    Mas não vou ficar escrevendo que escrevo demais e vou ficar aqui filosofando e pensando na vida uhahuahua
    Adorei o blog!
    bjs
    Tem post novo de batom do dia la no blog.
    Espero sua visita!
    http://casadacereja.com.br/2014/12/noir/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah Cherry, filosofar na vida é uma coisa deliciosa!
      Mas se nada muda com um sorriso muda menos sem ele, certo? Então na dúvida, sorria. Alguém com certeza gosta do seu sorriso.

      Excluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.