21 de jan de 2015

Amor a dois - simplicidade e a dificuldade de ser tão simples

Couple Goals

Acho um tanto quanto sádico dizer que sabemos tudo sobre o amor. Pior ainda quando batemos no peito e dizemos que sabemos tudo. Não, infelizmente não sabemos. E existe coisa mais admirável do que ter o prazer de tentar desvendar algo tão intenso? Essa galera que estuda os oceanos sabe bem o que eu tô falando.

O amor é algo simples, nós é que complicamos. Jogamos por cima da pessoa amada crises de ciúmes sem fim. Cobramos ligações, mensagens, atenção o tempo todo mas as vezes sequer nos lembramos de devolvê-la. Sem contar a insegurança. Quando um sentimento começa a brotar dentro do peito é como se viesse carregado de dúvidas. Mas será que ele é o cara para mim? Será que ela é de boa família? Será que vamos dar certo? Dúvidas que esvaziam nossos egos.

Não tem jeito, nós insistimos em complicar tudo. E digo nós porque eu também faço parte desse time. Aquela garota da faculdade que aparenta ter tudo sobre controle também. Ah, sabe aquele seu vizinho gato que parece não estar nem aí para nada? Pois bem, ele também faz parte. Somos todos, farinha do mesmo saco. Mas precisamos nos dar a chance de aprender a se dar ao outro sem cobrar nada em troca.

Porque o amor é isso. É se entregar sem medo, se jogar num mar de incertezas sem pensar se a correnteza está forte demais. Amar é dar-se ao outro da mesma forma que você se entrega a ti. E se der errado? Ah, não venha com essas de que não era amor. Era amor sim, mas talvez você não entendeu o suficiente para conseguir levá-lo adiante. Talvez a dor seja apenas uma forma da vida colocar a mão no seu ombro e dizer "olha meu querido, vou te machucar um pouquinho agora para que você aprenda e da próxima vez ame de forma mais intensa, tá?".

Amor é aquele sentimento que aparece na boca do estômago quando abrimos a janela e damos de cara com a Primavera. É o sorvete gelado e a brisa do vento quando o calor é insuportável. É abraço de vó, lambida de cachorro no rosto e beijo molhado. Amar é simples, então meu querido não complique. Se a vida lhe der um tapa na cara esteja pronto para levantar e subir mais um degrau. Mostre que é capaz de amar de novo, mesmo que a dor tenha sido forte demais.

Contos de fadas não existem e o destino não é uma bruxa malvada que está a espreita para roubar o seu amado. As coisas acontecem não porque deveriam acontecer, mas porque você precisava tirar alguma coisa disso. Então tire, se dê um tempo de luto - porque todos precisamos - seque essas lágrimas e siga em frente. No amor não existem felizes para sempre, existe "me dá a mão e vem desvendar essa loucura comigo".



4 comentários:

  1. Que lindo o texto, você escreve super bem!!

    http://meumundo-corderosaa.blogspot.com.br/2015/01/minhas-series-policiais.html

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, falou tudo...Amor é simples, sempre foi. A mania de querer entender tudo é que estraga. É como sempre digo, pra que entender? Sinta...amor é feito pra isso, sentir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa eu não conseguiria descrever tão bem assim. Mas infelizmente é né? Tentamos entender e acabamos perdidos em algo que não se explica, se sente.

      Excluir

Comentários