amor

Amor e ódio - quando o orgulho ensurdece

10:50

delightful | via Tumblr

Dizem que o amor e o ódio andam lado a lado, como se esperassem uma brecha bem pequena aparecer para que um tome o lugar do outro. Os filmes de romance mostram mulheres que odiavam o cara de forma mortal e, no fim, se vêem perdidamente apaixonadas por eles - e ambos os sentimentos são sempre recíprocos, pelo menos nos filmes. Mas, o que esqueceram de mencionar, é que esse lance de ódio está longe de ser uma das trapalhadas do destino para afastar dois corações. Não, nem de longe. O nome desse cara aí é o orgulho.

Ela tem o sorriso mais lindo que eu já vi. Amo quando ela caminha na minha frente, como uma criança correndo, para poder ver a vitrine da sua loja preferida. Eu nem ligo se ela soltou minha mão por alguns instantes porque, só pelo fato de ver sua saia balançando acompanhando as curvas do seu quadril, faz com que qualquer desatento da parte dela passe despercebido. Amo até suas manias, suas amigas e aquela pinta que ela odeia perto do nariz. Mas discutimos, não posso dar o braço a torcer, eu a amo só que preciso me amar um pouco mais.

Não confunda amor próprio com orgulho. Orgulho é aquela coisinha filha da puta que fica ali do lado esperando para entrar na sua vida e fazer dela uma bagunça. É como os Gremmilins da vida real, só adicionar um pouquinho de água - ou vodka, a gosto do freguês - que ele transforma tudo aquilo que você ama em um inferno na terra. Dois goles, o suficiente para fazer com que as palavras saiam da sua boca difamando aquele que outrora você dizia amar, só porque algo te irritou mas você não teve paciência para conversar e resolver.

Eu o amo. O jeito que ele me faz sentir especial e me mostra o real valor da simplicidade, como da vez que jantamos juntos sentados numa esquina qualquer, com um cachorro quente nas mãos, porque ele - sem querer - fez uma reserva no nosso restaurante preferido para a semana seguinte. Adoro o jeito que me segura pela cintura e me faz perder o chão, literalmente. Todas as vezes que seu sorriso me rouba um beijo, ou um beijo acaba sendo interferido pelo sorriso. Mas brigamos por motivos bobos, ele não veio atrás e eu também não irei. Eu o amo com todas as minhas forças, mas não posso deixar que ele sabia disso. Não desse jeito. Porque se ele souber vai acabar se aproveitando dos meus sentimentos.

Se alguém te ama essa pessoa vai continuar te amando independente de quão irritante você possa ser quando esta na TPM. Quando acordar e dar de cara com você e seus olhos borrados pela maquiagem da noite passada. Quando você anda pela casa com a camiseta do time preferido dele, e só, ou quando está toda montada no salto 15 porque vocês tem um encontro. Amor se constrói, se mantém e quando necessário se recria. Mas, uma coisa é certa, nunca se deixa de amar. 

Nunca deixe que o amor e o orgulho briguem pelo espaço maior dentro do seu coração apertado. E, caso isso aconteça, deixe que o amor vença. Sempre. Mesmo que seja necessário roubar um pouquinho e puxar o tapete do adversário. No jogo da vida torcer contra o egoísmo e favorecer sentimentos bons não é errado, é saber viver bem. Com você e com aqueles que ama. 

Ame a si mesmo, em primeiro lugar, mas ame ao outro como se ele fosse você. Ame-o com a mesma força, a mesma intensidade e dê-se da mesma forma quando for necessário. Ninguém merece amar pela metade, ninguém merece ter que dividir um sentimento tão bonito com um outro que é pior que ex namorado - só aparece em ocasiões especiais para te foder.

Se tem saudades, ligue. Se acha que errou, peça desculpas. Se tem certeza que o outro foi errado, ajude-o a enxergar o erro. Sinta, fale, escreva, grite. Coloque para fora tudo que te sufoca. Seja com suas palavras ou com as palavras de outro poeta qualquer. Se tem uma coisa que meus avós, depois de 55 anos de casados, me ensinaram é: nunca durma brigado. Nunca acumule erros, nunca deixe de perdoar quando for possível, nunca deixe o orgulho interferir nos seus sentimentos. O amor aparece para quem está pronto então não deixe o seu dando sopa por aí porque, com certeza, tem alguém esperando com uma colher nas mãos.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.