amor

Dois meios, um eu inteiro - Sobre meio amores e partidas

11:02


Essa sou eu, cercada a vida inteira por amores impossíveis. Fazendo de tudo e de nada para me tornar possível de ser amada. Do irmão mais velho de um colega de classe no ginásio, ao garoto do sotaque mais adorável. Passando por uma série de aventureiros e até apaixonados inconsertáveis. 

As vezes penso gostar desse sentimento impossível. Como se a cada frustração deixada para trás, outras três estarão me esperando lá na frente e eu não faço nada para desviar desse caminho duvidoso. Como se, em uma dessas curvas, o lobo mau se torne o meu alguém, que seja único e verdadeiro.

Ou talvez seja só esse forte desejo de liberdade que me prende dessa maneira àquilo que é incerto, impossível, incoerente, contraditório. Gosto da sensação de me aventurar por aquilo que sei que dará errado, mas que talvez dê certo, gosto de usar e abusar até a última gota daquilo que a vida me oferece. Dos champanhes mais caros aos vinhos mais baratos e venenos mais fortes. 

É claro que entre tantos, tem aquele que pegou mais forte aqui dentro. Pode não ter sido minha maior frustração, daquelas que os críticos de cinema gostam tanto, mas com certeza foi a que deixou a maior cicatriz e que precisa de pouco para se abrir novamente e sair espalhando todo esse sentimento que guardo a sete chaves, com medo de que da próxima vez, vai se esvair por completo, me deixando completamente vazia.

Mas amar nada mais é do que viver de impossibilidades. Se der errado? Arquiva ai que um dia eu volto pra ver porque não deveria mesmo ter dado certo. Aquiva ai porque vai ficar na minha lista de amores partidos, e não na minha lista de amores sofridos. Alguém precisa sair para deixar outro entrar então que doa um pouco agora para que os sorrisos depois façam doer também. Mas que doa nossa barriga, de tanto rir das incertezas desse tal de amor.




You Might Also Like

0 comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.