filme

Filme - Quero matar meu chefe 2

11:10

My kind of perfect night
 
Diretor: Seth Anders
Diferente de outras continuações como “Se beber, não case” e “Busca Impecável”, no qual as seqüências “reutilizaram” seus roteiros do primeiro filme com pequenas modificações medíocres, como o lugar ou a pessoa seqüestrada, etc. Em “Quero matar meu chefe 2” felizmente isso não ocorre. Com sacadas inteligentes de roteiro e um desenvolvimento mais que satisfatório da trama, este filme nos diverte tanto quanto o  primeiro. Apesar de elementos parecidos, a utilização de seqüestro invés de assassinato, a perseguição de carro e easter eggs propositais, o filme não se torna uma cópia do primeiro e sim uma continuação digna e muito divertida.
 
Aqui encontramos os personagens principais Nick (Jason Bateman), Kurt (Jason Sudeikis) e Dale (Charlie Day, sempre sensacional), na tentativa de se tornarem seus próprios chefes a partir da criação de uma empresa. Porem as coisas saem erradas depois de uma mal negocio com o empresário Bert Hanson (Christoph Waltz) e o filho Rex (Chris Pine). É assim que começa uma jornada muito mal executada pelos três já conhecidos “patetas”, aqui muito mais atrapalhados e ferrados.
Novo pôster da comédia 'Quero Matar Meu Chefe 2' - Cinema BH
 
 O trio principal está novamente impecável nos momentos cômicos e com uma química muito melhor. As adesões de Chistoph Waltz e Chris Pine foram mais que certeiras, os dois estão excelentes nos papéis. Uma ressalva para Pine que está hilário, um desempenho melhor do que eu esperava. A ponta de Kevin Space é uma das melhores que já vi, engraçada no ponto certo e com um diálogo afiado e debochado.
 
 O único problema com personagens que possuo desde o primeiro filme, é a Dra. Julia Harris (Jennifer Aniston), uma adesão desnecessária ao segundo filme. Sem ela teria sido melhor.
 Por se tratar de um filme de comédia, alguns elementos não são tão presentes, ou não precisam ser extraordinários, como a trilha sonora, fotografia, mixagem, etc, que neste caso são apenas Ok. Mas o roteiro é bom de verdade, sacadas inteligentes e diálogos engraçados (sem pieguice ou formulas baratas de besteirol) e a direção também satisfaz conduzindo bem a trama e com o ritmo certo. Me arrependo de ter demorado tanto para assistir por medo de me decepcionar.
 A volta do Mother Fucker (Jamie Foxx) também rende boas risadas, na verdade o filme todo rende, é engraçado de verdade, daquele tipo em que você precisa parar o filme para não perder nada enquanto dá gargalhada. O primeiro é melhor, mas mesmo assim vale muito a pena conferir.
 
 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Ótima análise! Super completa, to vendo que esse blog tem futuro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba Ugo! Fico felizona por saber disso, obrigada. Segja super bem vindo ao nosso cantinho <3

      Excluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.