amor

Halls preto e a liberdade de usá-lo com quem quiser

11:00

Wake up with me, this weekend❤️❤️❤️
 
Não quero mais saber sobre igualdade de gêneros. A única coisa que peço é que não seja julgada por ter um ou outro saindo da minha cama num domingo qualquer. Também cansei dessa história de que homem ser puto é uma coisa boa, já mulher... Eu cansei, simplesmente cansei. Porque desde quando as pessoas tem o direito e apontar o dedo e me dizer com quem, onde e quando eu devo transar?
 
Quantas vezes por semana, quais as posições sexuais, qual o motel que vou escolher. Quem tem o direito de me dizer que estou errada por aproveitar a minha vida, a solteirice e curtir o lado boêmio disso tudo? Não, não quero ser igual ao meu vizinho garanhão. Eu só quero ser respeitada. Não, mais do que isso, eu só quero não ser julgada pelo entra e sai dos meus lençóis. E por favor, agora eu imploro, não venha com essa de que homem nenhum vai me dar valor.
 
Eu não preciso ser valorizada pela maioria. Agir como uma excelente dona de casa. Lavar, passar, cozinhar e transar via papai e mamãe todas as noites para satisfazer meu marido. Preciso de uma pessoa só. Um alguém que me valorize, que não se importe em fazer o jantar as vezes e que me peça para fazer sexo no chuveiro de manhã. Eu não preciso do seu dedo apontando para minha cara e dizendo o que eu devo ou não fazer. Só preciso ser eu mesma e, quem quiser me acompanhar, seja bem vindo.
 
Dizem que passado de mulher é igual cozinha de restaurante, se você conhecer não come. Mas é engraçado quando pedem o melhor sexo oral do mundo, o anal perfeito e pompoarismo. É engraçado porque, meu amigo, nós infelizmente não nascemos sabendo. Guarde suas noites memoráveis porque não preciso saber e eu vou guardar as minhas pelo mesmo motivo. Mulher transa, tem orgasmos, se masturba e as vezes também só quer sexo. Então me poupe, meu bem.
 
Já dizia Renato Russo "sou um animal sentimental" e quem disse que eu não posso usar e abusar de ambos? Eu sinto, sinto muito. Eu desejo, desejo demais. Não vou te trair, jamais. Não vou procurar outros corpos enquanto o único que me interessa está no escritório ou em qualquer outro lugar. Eu não vou trocar seis por meia duzia nem ensinar as técnicas do kamasutra para outro. Não sou puta, não sou santa e não mereço ser julgada só prezo pela liberdade do uso do Halls Preto com quem eu quiser.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Tayla, seu texto é simplesmente maravilhoso!
    Eu tenho o mesmo pensamento que você quanto aos julgamentos da sociedade. Prefiro ser feliz com os casos que a vida me oferece, do que ser reprimida com um cara que me vê como dona de casa. E foi com esse pensamento que achei alguém que me transborde e me aceita como sou, sem querer mudar nadinha em mim.

    beijos
    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, muuuuito obrigada pelo carinho <3

      Fico feliz que tenha encontrado. Todas nós meceremos alguém que nos aceite pelo que somos, né?

      beijos ♥

      Excluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.