amor

Ainda dá tempo de ser feliz a dois

10:28

Go to  bed my love.

Queria poder te ligar e dizer que eu sinto sua falta. Bem pouquinho, mas o tempo todo. Quando abro minha caixa de mensagens e nenhuma delas é sua. Quando, no fim do dia, eu só queria ouvir você reclamar um pouquinho da vida. Naqueles momentos que algo engraçado acontece e eu não tenho com quem compartilhar, afinal ninguém me entenderia da mesma forma que você entendia.

Queria poder pegar suas angústias, teus medos, receios  e coloca-los dentro de mim pra ver se você sorri mais um pouco. Porque felicidade eu tenho, acho que dava pra suprir um ao outro. As vezes no decorrer do dia eu penso porque demos errado, para depois darmos certo e errado novamente. E você diria "porque as coisas acontecem, menina"

Mas elas precisavam mesmo acontecer? Será que eu preciso realmente me apegar a todos os momentos bons, segurá-los com força na esperança de que tudo não se esvaia entre meus dedos como areia quente da praia? Porque as coisas simplesmente não acontecem da maneira mais fácil que poderiam acontecer? O riso frouxo, a dor nas costas de tanto rir, as mãos dadas de frente para o mar e o beijo doce de bom dia.

Eu queria poder te ver de novo. Em sonhos, aqueles que tenho acordada durante todas as minhas viagens de trem diárias, eu imagino nós dois juntos de novo. Tô com saudade da sua mão nas minhas costas, seu sussurro baixinho no meu ouvido e até das vezes que eu ficava irritada por vê-lo falando de outra. 

Queria poder viver na esperança de que um dia você bata na porta da frente e diga que sente muito.

Que sente o mesmo.

Eu queria mas não posso. Eu queria, mas todas as braçadas que dei nesse seu mar de confusão só me trouxeram mais para baixo. E, posso te dizer? Tô ficando meio sem ar por aqui. Vou conseguir te superar, assim como superei todos os outros que decidiram partir sem sequer deixar um bilhete de despedida. Vou trocar a fechadura da minha porta, tomar umas doses extras e jurar ao mundo que nunca mais, absolutamente não, vou gostar de alguém de novo. 

Porque gostar sozinho dói.

Então saiba que a saudade existe e tá bem grande aqui dentro. As vezes me perco em lembranças que eu sequer sabia que existiam. Cada detalhe, cada cheiro, cada gosto, cada você dentro de mim. Eu espero que dê tempo de você voltar, mas infelizmente eu não posso mais te esperar.

Então vai, deixa de ser besta. 

Me liga, me beija, diz que gosta de mim e transa comigo no sofá da sala. 

Sem medo do desconhecido, ser receio de ser feliz, sem nada. 

Só eu, você e aquele sonzinho clichê. 

Ainda dá tempo.

Volta, vem salvar a gente. 

Vai!




You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.