filme

Filme: Mad Max - Estrada da Fúria

10:47


Se você estiver procurando por um filme diferente e alucinado pode parar de pesquisar e veja “Mad Max: Estrada da Fúria” agora!


O filme se passa em um futuro pós-apocalíptico onde os recursos são escassos, e todo o controle de água e comida que restaram estão sob o domínio do vilão Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne). Já no início temos nosso protagonista Max (Tom Hardy) sendo capturado pelos “Garotos de Guerra” e mais tarde se envolvendo acidentalmente no caminho de Furiosa (Charliza Theron) que arranjou problemas com Immortan roubando-lhe algo insubstituível. Com isso Immortan reúne seu exército e parte para uma impiedosa perseguição no deserto.


Um filme de ação como nunca vi antes. É tanta ação, e uma ação tão intensa, mas que mesmo assim não se resume apenas a isso, como filmes que não possuem enredo, apenas tiros, perseguições de carros ou explosões sem relevância. A trama é bem simples, mas muito boa e vai se desenvolvendo junto com a ação desvairada.

O que mais me deixou impressionada é que como o filme é longo e o número de cenas de ação também é grande, achei que em algum momento elas seriam repetitivas, porque haja criatividade né? Entretanto o que acontece são inúmeras cenas variadas, que em nenhum momento te deixam entediado pensando “já aconteceu isso, já vi isso, etc”. Elas são muito bem dirigidas, tanto a ação como o ângulo das cenas, os planos, você fica empolgado e sem fôlego.


Assim como já era visível nos trailers, os efeitos são excepcionais. Procure a melhor versão possível para assistir porque é um desperdício não apreciar os efeitos, a fotografia e a direção magistrais do filme.


Os personagens são excepcionais, a Imperatriz Furiosa é uma das melhores personagens femininas “Bad Ass” que já vi. Porque além de ser uma personagem extremamente forte, corajosa, independente e que luta muito, não é esteriotipizada como a famosa “mulher-macho”. Ela é forte, mas ao mesmo tempo a personagem possui uma delicadeza, uma leveza, principalmente na proteção das outras garotas, e sua relação com os outros personagens não se resume a um romance, mas sim cumplicidade, principalmente com Max, uma ótima dupla diga-se de passagem.

Nux interpretado brilhantemente por Nicholas Hoult (Jack, o caçador de gigantes) é um ótimo personagem, bem aproveitado e bem louco que impõe mais fibra ao filme. Muito louco por sinal, tornando Nicholas quase irreconhecível, o desenvolvimento do personagem é excelente.


Tom Hardy é um dos meus atores favoritos, gostei muito dele no personagem quase monossilábico de Max, no entanto apesar de um personagem incrível, com excelentes cenas de ação e bons alívios cômicos, acho que de certa forma o personagem não tem bem um plot único e independente, além do fato de vagar sozinho no deserto. Talvez por já ter essa parte explorada nos filmes originais com Mel Gibson, esse arco tenha sido deixado de lado. Ele é importante, eu não concordo com a maioria das pessoas que disse que ele era irrelevante na trama. Para mim ele foi e muito, principalmente em momentos de fuga, mas ele foi mais “jogado de pára-quedas” no arco principal do filme, no caso a fuga da Furiosa, do que ao contrário. Mais como um personagem que acompanha a ação do que a cria realmente.

Tudo aquilo já estaria acontecendo com ou sem a existência de Max, porém o desfecho teria sido completamente diferente. Não é algo que estraga o filme, mas acho importante ressaltar.


Acredito que o mais importante que deve-se levar em consideração antes de assistir ao filme, é que não se deve esperar um filme convencional. Começo, meio e fim, personagens normais ou clichês e tramas previsíveis. E nem a famosa explicaçãozinha básica, adoro filmes em que você deve pegar as informações jogadas na tela e ir respondendo as perguntas sozinho, principalmente “o que está acontecendo e por quê?”.


Como é bom ver que todos os esforços do diretor George Miller durante anos tentando levar esse filme às telas valeram à pena.


Um filme objetivo, completamente inesperado, frenético e especial que você deve apenas se jogar e ver no que dá.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.