amor

Por todas as vezes que eu neguei: FOI AMOR SIM, CARAMBA!

10:42

Traveling together :)

De uma vez por todas soltei as amarras: FOI AMOR SIM. 

E eu cantei pagode sim, e sambei “a paixão me pegou” sim. Sorri de orelha a orelha e meu coração palpitava quando escutava o carro estacionar S-I-M. Qual o problema em admitir? 

Foi amor, oras, e é. 

Ainda.

Existe sempre uma eternidade neste tipo de coisa.

Por todas as vezes em que eu disse “Que amor, você ta louca?!”, quando minha amiga preferida caçoava da minha nova-mania de cantarolar qualquer trecho idiota de qualquer musica melosa. Por toda negação que fiz, por toda auto-negação que impus, por não dito a ele naquela noite: FOI AMOR.

Parando pra pensar, se não foi, o que mais pode ter sido? Que se dane os padrões. Que se dane a etiqueta, que se dane essa regrinha de que só é amor depois de 9 meses. Eu neguei, jurei de pé junto que não era, nunca seria. Mas era, foi, é. Ta gravado e mesmo que passe, vai continuar sendo. Acredito fielmente nessa coisa de que amor é o tipo de coisa que fica até quando acaba porque a marca é maior que o poder de cicatrização.

Eu o amei com a força de um vendaval, sem razão, sem pudor, e quer saber mais? Era mais que isso. Era amor e desejo, era paixão, carinho. Eu achava ele o pior e o melhor em fracção de segundos. Eu achava ele o maior e o menor em questão de minutos. Eu queria e o deixava de querer, e mesmo em todas as horas em que eu queria que ele fosse embora, existiam pelo menos quatro em que eu implorava pra ele ficar só mais um minuto.

E agora eu entendo o que ele quis dizer, quando disse: “Quando você me olha assim, eu só posso te dizer: Quando se gosta pelo que tem, é interesse. Quando se gosta pelo o que é, é admiração. Quando se gosta pelo beijo, é tesão. E quando não se sabe o porque, é real”

E por não saber porque, e por essa vontade louca de dizer:

Foi real.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.