28 de set de 2015

É preciso esperar... - Por uma vida com menos joguinhos no amor

Me


Eles dizem que precisamos ir com calma, tudo tem seu tempo. Mas se esqueceram de observar que eu sou jovem demais para ter paciência e velha demais para poder esperar. Eu tenho energia, eu tenho disposição e tenho uma imensa vontade de amar. Mas eles disseram que eu preciso esperar, tudo tem seu tempo, sua hora, seu momento. Disseram que os céus estão preparando alguém que me compreenda, que me complete e que me ame tanto quanto eu amo literatura. Mas ninguém me perguntou se eu aguento a perfeição.

Ligar no dia seguinte te faz parecer desesperada mas se ficar mais de três dias desaparecida ele pode pensar que você não gostou e chamar aquela gostosa da academia para sair. E adivinha só quem, daqui a exatos trinta dias, vai estar namorando com o cara que você beijou no encontro da noite passada? Exatamente, a gostosa da academia, porque ela soube esperar e agir no tempo certo.

Um mês, no mínimo, antes de demonstrar interesse em ter algo mais sério. Se passar disso nunca vai vingar, como diria minha vó. Se, em menos de trinta dias, você tocar no assunto, o cara vai levantar da sua cama no dia seguinte, pegar a escova de dentes que ele deixou do lado da sua e sair de mansinho da sua vida. Talvez até demore para você perceber que perdeu, talvez só perceba quando ele já não for mais seu.

Mas, alguém nesse mundo, perguntou se a gente quer esperar? São dois dias para poder ligar de volta, um mês para demonstrar interesse em algo sério e uma vida para dizer que ama. Foi-se o tempo que olhar no fundo dos olhos depois de algumas semanas de relacionamento e dizer que o ama é considerado fofo, hoje em dia você não passa de uma solteirona desesperada em busca de um novo amor.

Mas quem disse que, aqui dentro do peito, a gente não sabe se pode ou não virar amor? Se ele é daqueles que vão assistir filme no sofá da sala em pleno domingo ou vai ser apenas nosso sexo rápido de sexta a feira? Não buscamos perfeição, apenas alguém que goste de nós pelo que somos, que olhe enquanto estivermos descabeladas e diga que estamos lindas. 

Eu só quero alguém que não tenha medo de sentir e muito menos de dizer. Já me perdi demais para ficar esperando o príncipe encantado. Já cresci demais para imaginar o amor perfeito. Só quero um colo para aconchegar e alguém para discutir bobagens. Um selinho quando precisar ir embora e uma mensagem no meio da semana dizendo que esta com saudades. Só preciso de alguém que pare o tempo, e não no tempo, enquanto me segura pela cintura. 


 É isso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários