cinema

Filme: LOVE (+18)

14:05

Imagem de movie, happy, and popcorn


Faz um tempinho que não venho falar de filme por aqui, né? Mas dessa vez eu não resisti. 

Desde que esse filme esteve no festival de Cannes no começo desse ano, depois de toda aquela crítica caindo em cima da obra de Gaspar Noé, é claro que qualquer pessoa apaixonada por cinema fica super curiosa para saber mais sobre. Eu particularmente leio críticas depois de ver o filme, justamente para ver se concordo ou não com aquelas palavras em questão. Mas não foi o caso de LOVE.



Óbvio que li e ouvi falar muuuito sobre esse filme, mas não precisei ir mais a fundo para concordar ou não com algo. Simplesmente assisti e aqui estou para contar o que achei dessa obra incrível. 

Sinceramente não conhecia o trabalho de Gaspar Noé, então não posso comparar com outras obras, mas garanto que LOVE é sem dúvida de uma produção magnífica.


Começando pelas sinopses, que deveriam chamar a atenção para o filme, acredito que deveriam mais elaboradas. Todas elas dizem a mesma coisa "homem entediado, recebe ligação da ex sogra contando que a ex namorada sumiu, volta ao passado com as lembranças dolorosas desse relacionamento", mas LOVE é muito mais do que isso.

Murphy (Karls Glusman) é um cara que está cansado do relacionamento que leva com sua "esposa" e seu filho. LOVE começa mostrando essa frustração para depois explicar o que levou àqueles sentimentos. Em resumo, e sem muito spoiler, Murphy mantinha um relacionamento "saudável" com Electra (Aomi Muyock) até que o medo de que o relacionamento caísse na rotina fez com que ambos buscassem novas alternativas para manter a chama acessa, inclusive ménage a trois  com a vizinha - atual esposa de Murphy.


LOVE resume bem inúmeros relacionamentos atuais. Entre drogas, insegurança e medo de traição surgem vários fatores importantes que, muitas vezes, passam despercebido. Sexo, apenas por si só, não é a base para um relacionamento feliz e isso é bem explícito durante todo o filme.

Em relação a fotografia e a filmografia do longa eu só consigo dizer que adorei, e muito! Como o filme vai ao passado, vem para o presente, volta para um passado mais passado ainda, volta pro passado mais atual, depois pro presente e essa confusão toda a forma que toda essa troca de cenas foi transformada em flashs torna a experiência incrível.

Infelizmente não consegui assistir esse longa no cinema, até porque aqui no Brasil foi bem difícil de encontrar, mas isso foi só um ponto a mais no conjunto de toda obra que para mim já é bem completo. Uma curiosidade que talvez tenha passado batido mas Gaspar Noé usou seu nome em dois personagens do filme, Gaspar e Noé. Será que rolou alguma referência às suas experiências anteriores ou foi só uma coincidência?


É um filme daqueles que não dá para assistir com a família na sala, porque se a sua mãe tem mania de abrir a porta bem quando o clima entre o casal esta esquentando ela pode fazer isso a qualquer momento que vai rolar aquele constrangimento. Assistir com aquele carinha que você tá afim também pode não ser uma boa ideia, a não ser que o filme possa ser usado como um quebra gelo. Se for isso, vai fundo.

Mas, além do sexo, é importante tirar uma lição que está explicita durante duas horas de longa: relacionamentos vão além da cama e um simples "fora" pode acabar com qualquer confiança. Ninguém aqui vai querer levar a vida de Murphy, né?





You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu li sobre esse filme quando estava pra lançar. Fiquei com a curiosidade aguçada, pois vi muita gente julgando como apenas "mais um pornô", o que eu sempre achei que não fosse.
    Aqui na minha cidade não passou no cinema, mas pretendo buscar para assistir, de fato.

    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.