dica

Filme: O quarto de Jack

13:26

,Imagem de food, popcorn, and yummy

“Quando eu era pequeno eu só sabia de coisas pequenas. Mas agora eu tenho 5 anos, e sei de tudo”

Foi só depois de uns 15 minutos do término do filme que as palavras e idéias para defini-lo realmente começaram a surgir, na verdade é um pouco indescritível o que o filme te faz sentir, você fica de fato sem palavras.


Jack é um menino que acaba de fazer 5 anos e vive com a mãe em um quarto de 10 metros quadrados na situação de prisioneiros. A mãe tenta de tudo para proteger o menino daquela realidade, conta histórias, cria brincadeiras e tenta mantê - lo o mais feliz e seguro possível. Mas há um momento em essa realidade já nada feliz se torna insustentável para ambos, alçando o ápice da obstinação de mãe e filho em tentarem fugir de seu cativeiro.


Um dos concorrentes ao Globo de Ouro deste ano nas categorias de Melhor filme de drama, Melhor atriz em filme dramático e Melhor Roteiro a obra se trata de uma das mais emocionantes na disputa pelo prêmio. O filme é narrado e desenvolvido através do olhar do pequeno e inocente Jack, que não tem nada além daquelas paredes como mundo, tudo o que conhece vem através de sua TV. O garotinho é interpretado pelo canadense Jacob Tremblay, que arrasa na atuação (digna de prêmio), e nos apresenta um menino inocente e amoroso que vence tudo através da relação que tem com a mãe. Com uma atuação madura, a sutileza, complexidade e fofura do personagem conquistam qualquer espectador.

Ver tudo aquilo pelos olhos de uma criança é tão chocante e ao mesmo tempo tão belo, artisticamente claro, que te impressiona e te dá um soco no estômago de realidade. Algo que o filme transborda, as ações e reações dos personagens são muito realistas e não de formas bobas ou irritantes, mas convincentes.


A tensão presente é enorme e muito bem construída, o clímax do filme ambientada em uma tentativa de fuga dos personagens é tensa e agonizante, é impossível para quem esta assistindo não acompanhar a cena totalmente focado e um pouco desesperado, no meu caso bem desesperada e quase histérica.

O desenrolar da história é excelente, os personagens vão crescendo e aos poucos te cativando. Brie Larson que faz o papel da mãe de Jack, está excelente no papel, é uma personagem esperta e que tem o filho como refúgio. O filme discute bastante a relação familiar, como ela construída mesmo nas piores situações e o amor entre uma mãe e um filho. A atriz foi vencedora da categoria de Atriz em filme dramático no Globo de ouro 2016 pelo papel.


O filme como um todo é excelente, conseguiu me impressionar em todos os momentos, cheguei ao fim sem fôlego. O que falta é uma conclusão para o arco do pai da personagem de Brie que aparece rapidamente e depois sai de cena sem um desfecho satisfatório.


O tema é muito bem abordado com ritmo e tons certeiros, o filme enche o coração e faz escorrer lágrimas na medida certa, nada de dramaticidade exagerada. Simplesmente não consegui e nem quis assistir nada em seguida, nenhum filme, nenhuma série, nada. Porque eu ainda estava tão imersa na trama que eu não conseguia me desprender daquela história extraordinária de amor, força e coragem sobre uma mãe e seu filho de forma tão sensível e poética e com tantos diálogos bem construídos e emocionantes, principalmente os que envolviam Jack.


You Might Also Like

1 comentários

  1. Gostei muito do seu blog, parabens!
    Pessoal, sou nutricionista e criei um blog (dicasdavaah.blogspot.com.br) aonde dou varias dicas legais de alimentação. Passem lá por favor que vocês vão gostar!
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.