dica

Série: Legends of Tomorrow - Primeiras Impressões

12:29

Imagem de food, popcorn, and sweet

Novo projeto da CW, a série que reúne personagens secundários de Arrow e Flash estreou na ultima quinta nos EUA e nos apresentou uma obra promissora. Rip Hunter, um Mestre do tempo, volta ao ano de 2016 para reunir heróis e vilões para impedir Vandal Savage de destruir a humanidade do futuro.

Ok, temos uma sinopse bem clichê, vilão querendo dominar o mundo, heróis precisam impedir e bla bla bla. Mas a trama é interessante, e conforme você vai assistindo a história se torna mais envolvente.



Savage já apresentado no crossover de Flash e Arrow é de fato um vilão interessante, um bom adversário. Os fãs que já assistiram aos dois especiais puderam perceber que Savage é um personagem a altura da necessidade de um time de heróis invés de um ou dois isolados para detê – lo. Apesar de um pouco inferior ao primeiro Crossover realizado durante o 3º ano da série do Arqueiro e o 1º do velocista escarlate, o especial mais recente foi ótimo, com direito a viagem no tempo e nos deu uma ótima palinha do que podemos esperar da 1ª temporada de Legends of Tomorrow.


Claro que a idéia de reunir personagens secundários em uma série só deles possui acima de tudo interesse econômico, principalmente por conta da grande audiência que Flash e Arrow trazem ao canal. Estava até demorando para um spin off aparecer, o piloto começou morno mas Legends tem a chance de uma temporada com uma história única e sólida que agrade e não recorra ao já batido esquema “vilão da semana”, como também tem chance de criar boas histórias para demais temporadas caso seja um sucesso.

Vamos aos personagens, Sara Lance, a primeira Canário Negro era de longe uma das melhores personagens de Arrow, indiscutivelmente melhor que a atual, e participou dos poucos ótimos episódios que a série teve.  Apesar de detestar essa característica de personagem quase nenhum morrer na série, quase todos voltarem à vida. Sara foi a única que gostei de verdade do retorno, e já é uma das melhores coisas do piloto. Luta de bar pode ser clichê, mas ela conseguiu com classe ao lado de Capitão Frio e Onda Térmica transforma - la na minha cena favorita do episódio.



Leonard Snart (Capitão Frio) e Mick Rory (Onda Térmica), eternos Michael Scofield e Lincoln Burrows de Prison Break, já protagonizaram ótimos momentos em The Flash e são alguns dos vilões mais carismáticos e divertidos da extensa galeria do herói. Também podemos classificá-los como dois dos melhores integrantes do grupo.


Atom, Ray Palmer que foi apresentado em Arrow durante a 3ª temporada, desde o começo para mim foi um personagem bem fraquinho. Inteligente, às vezes engraçado, mas não conseguiria levar uma série sozinho nas costas. Na verdade suas maiores participações serviam para o triangulo amoroso Felicity, Oliver e Ray. Foi quando começaram a estragar a personagem da Felicity, mas isso é outra história. Apesar de simpatizar com o ator Brandon Routh, Atom não é um personagem que me cativa, claro que isso pode mudar pois aqui a série tem mais tempo para focar no personagem, mas mesmo assim ainda teríamos um longo caminho pela frente.

Nuclear é uma boa adição ao grupo, gera momentos interessantes em Flash e apesar de sentir falta de Ronnie (Robbie Amell) como a segunda parte do Dr. Stein (você tem que assistir a série para entender bem essa fusão) Jackson vem se mostrando um personagem carismático e vem se tornando uma dupla divertida ao lado de Stein. Nada diferente do que vimos em Flash é adicionado aos dois personagens aqui, mas eles já estão bem estabelecidos em sua série de origem, então não há necessidade de repetição, principalmente para o público que já acompanha as duas séries.



Gavião Negro e a Mulher Gavião apesar de personagens legais ainda são o ponto fraco da trama, apresentados em Flash, e destacados no Crossover os personagens ainda estão crus e envolta de muita reclamação e discussão. Eu entendo que é muito difícil no caso de Kendra/ Mulher Gavião, descobrir de um dia para outro que ela tem mais de 4 mil anos e que vem reencarnando esse tempo todo por ser assassinada mais de 200 vezes por Savage, e se descobrir uma sacerdotisa egípcia não ajuda muito a aceitar essa “nova condição” em sua vida. Mas tem hora que a insegurança da personagem começa a irritar, e você quer logo a parte imponente da dupla e que se tornem aqueles personagens que você surta e vibra quando entram em cena. Não é algo impossível de se mudar, é só dar uma melhoradinha no roteiro.



Falando no roteiro temos redundâncias, típicos de obras de heróis, “você pode”, “juntos conseguimos”, “podemos mudar as coisas”, “você tem mais poder que imagina”. Não que todas essas frases estejam presentes dessa forma, mas a ideia batida está ali. Ok, é uma obra de heróis, de um canal que não inova ou arrisca muito (claro que sempre existem as exceções) então era algo a se esperar, não significa que isso a torne insuportável, pelo contrario, o piloto foi bem legal, empolgante e nos deixa ansiosos pelo resto da temporada. São alguns detalhes que você pode melhorar aqui ou ali para que se torne cada vez melhor. Discurso motivacional depois de um tempo começa a encher não é mesmo? Mas são coisas que dá para relevar, principalmente se você gosta de filmes ou séries de heróis.

Senti falta de uma participaçãozinha de Barry Allen (Flash) no episódio, tivemos o Arqueiro Verde em dois momentos, se houvesse uma pontinha para o velocista ficaria melhor ainda, mas tudo bem temos uma temporada inteira para isso.



Já que citei tanto as duas séries e caso você não acompanhe vou comentar alguns pontos, indico muito The Flash que atualmente está na sua Segunda temporada e que é uma ótima série. Os plots são ótimos, os personagens (não todos, mas a maioria) cativam muito, temos ótimos diálogos, referências, histórias e excelentes vilões! Tudo bem que não estamos falando de nível Kilgrave (vilão de Jessica Jones), mas temos ótimos vilões sim. A série liga o Full Nerd e bebe diretamente dos quadrinhos, trazendo viagens no tempo, vilões notáveis, poderosos e importantes. A primeira temporada foi nota 10 e a segunda está em um ótimo caminho. Já Arrow... bem eu não indico, tem muita gente que gosta e a série faz muito sucesso (apesar de eu não entender bem o porquê) então dependendo do que você gosta de assistir, ou se tiver poucas séries na grade talvez te agrade, mas não é algo que eu indico, tipo...nunca!

Você vai me dizer “mas você assiste não é?”, mas eu tenho uma doença chamada “Sou idiota e não consigo abandonar série”, sim, de fato eu demoro demais para abandonar uma série, mesmo estando ruim e sabe aquela esperança meio estúpida que você acredita que um dia vai melhorar? Bem, sofro disso também. E um dos maiores motivos para eu continuar vendo a série é não ficar perdida nos Crossovers com Flash que é uma série que amo. E felizmente nos episódios de Crossover Arrow agrada. Acabo perdendo tempo da minha vida, e consequentemente a série sempre está atrasada na minha grade, mas fazer o que né?



Enfim, claro que você é livre para assistir qualquer uma das duas, você pode gostar e é uma ótima forma de se inteirar nesse universo, mas você pode começar Legends of Tomorrow sem medo, porque há uma pequena introdução para cada personagem e a história é a parte do que ocorre nas séries que os personagens foram de fato apresentados. Então você não ficará perdido, irá se divertir e caso ocorra qualquer menção que seja referente à Arrow e Flash uma pesquisada no Google pode resolver isso. Eu estava bem ansiosa pela série e acho que a espera valeu a pena.




You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.