dica

6 ganhadores do Oscar 2016 que você precisa ver

14:32

Imagem de black, red, and birthday

Sempre um dos meus momentos favoritos do ano, a 88ª edição do Oscar ocorreu no último domingo e para você que perdeu ou que não conseguiu ver todos os indicados antes da cerimônia aqui vai 6 ganhadores que valem muito a pena e que você precisa ver agora.

Caso seu favorito não esteja nessa lista, não significa que estou desmerecendo nem dizendo que ele não merece ser visto, claro que os indicados são muitos e claro que quase todos valem à pena, mas vai uma palinha dos melhores da noite e que devem ser prioridade na sua lista.


A grande aposta (The Big Short) 



O filme que conta a história da crise hipotecária americana de 2007 pelos olhos dos homens que a previram foi vencedor na categoria de Melhor roteiro adaptado e é de longe um dos meus favoritos da lista. Com roteiro e direção geniais o filme pega um assunto complexo e pouco comentado atualmente e o transforma em uma obra muito bem humorada, divertida e inteligente. Com um elenco com grandes nomes como Steve Carell, Ryan Gosling, Christian Bale (indicado a Melhor ator coadjuvante), Finn Wittrock, Brad Pitt, entre outros, o filme é entendível a qualquer leigo no assunto, pois possui uma excelente didática e até mesmo as pessoas que não entendem nada de economia não ficarão perdidas.

Eu tinha o objetivo de lançar minha resenha deste filme nesta semana, mas como ainda não a concluí fiquem ligados nos próximos capítulos (ou semanas) que tem crítica completa desse filme incrível que você não pode deixar de ver.


Spotlight



O “novo” Todos os homens do Presidente traz uma obra baseado em fatos contando a história de jornalistas do Boston Globe que descobriram denúncias de padres que abusavam de crianças, no qual a Igreja encobria tais fatos. Vencedor da categoria principal da noite, Melhor Filme e também de Melhor roteiro Original, o filme é ótimo e nós mostra um excelente, comovente e interessante tema que faz qualquer um se indignar. Com um elenco perfeito e sincronizado (Michael Keaton, Rachel McAdams, Liev Schreiber, Mark Ruffalo, John Slattery e Stanley Tucci estão presentes) e com um roteiro bem feito e ágil, conferimos uma excelente trama e que ainda nos dá a dimensão do processo de construção de uma matéria do gênero. Cativa qualquer um, e se você for alguém do ramo jornalístico vai se sentir inspirado com certeza.


Divertida mente (Inside Out)


A excelente animação da Pixar foi lançada no meio do ano passado e encantou milhares de pessoas  com sua tocante história sobre as emoções na cabeça de uma menininha chamada Riley. Indicado em duas categorias a animação saiu vencedora em Melhor filme de animação e super mereceu o prêmio. Uma das obras que mais gostei de resenhar no ano passado despeja doçura, emoção e sentimentos na tela, conquistando o expectador de forma surpreendente. Tivemos ótimas animações esse ano, mas Divertida mente foi de fato a melhor.


O quarto de Jack (Room)


Outro que também já entrou para minha lista de favoritos é “O quarto de Jack”, que conta a história de um menino que acaba de fazer 5 anos e vive com a mãe em um quarto de 10 metros quadrados. A mãe tenta de tudo para protege-lo daquela realidade, conta histórias, cria brincadeiras e tenta mantê - lo o mais feliz e seguro possível. Mas há um momento em essa realidade já nada feliz se torna insustentável para ambos, alçando o ápice da obstinação de mãe e filho em tentarem fugir de seu cativeiro.

Um dos filmes mais emocionantes do ano, isso já se pode ter certeza, o filme saiu campeão na categoria de Melhor atriz, e eu que estava na torcida pela ótima Brie Larson desde o início fiquei muito feliz em ver seu reconhecimento. A atriz ao lado do ator mirim Jacob Tremblay (criança mais fofa do universo) dão um show de interpretação e cativam o espectador com uma historia linda sobre o amor de uma mãe e um filho e a inocência de uma criança que nunca viu o mundo. 

Emocionante, singelo, doce e indispensável para qualquer um ver. Confira minha resenha aqui.

O Regresso (The Revenant)


FINALMENTE Leonardo DiCaprio ganhou seu Oscar de Melhor ator e todos nós (tenho certeza que você também) comemoramos veementemente. Só pela atuação dele o filme valeria à pena, mas O regresso tem outras qualidades também. O filme saiu vencedor nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Fotografia e claro de Melhor Ator, e a meu ver também deveria ter ganhado na categoria de Melhor Ator Coadjuvante pelo excelente trabalho de Tom Hardy, uma das suas melhores interpretações até agora (mas a vida não é um arco-irís não é mesmo?). O filme é uma película que disserta sobre a relação do homem com a natureza e também fala sobre a busca por vingança. A direção é ambiciosa e bem executada com ótimas cenas de ação, perseguição e com um plano sequência de tirar o fôlego no início do filme.

Um trabalho bem físico de DiCaprio e Hardy, que exigiu muito comprometimento, esforço e que impressionou boa parte do público. A fotografia também é de encher os olhos e apesar de não considerar o melhor da lista é um dos indicados mais bem executados e que vale a pena ser assistido.


Mad Max - Estrada da Fúria


Mad Max, o filme alucinado e frenético de George Miller saiu do Oscar 2016 com 6 Oscars no currículo. Melhor figurino, Melhor Design de Produção, Melhor Montagem, Melhor mixagem de som, Melhor edição de som e Melhor Cabelo e Maquiagem. Todos os prêmios técnicos foram merecidos já que o filme é um show de técnicas, efeitos práticos e com certeza maquiagem, mas a obra não vale o ingresso apenas por esses quesitos. O filme é uma ação totalmente diferentes das que estamos acostumados, principalmente as de hoje em dia, se sustenta muito bem e desenvolve sua historia simples ao decorrer da trama com uma ótima sincronia e coreografia em cenas, sem dizer muita ação e desenvoltura. As cenas de ação são empolgantes e em nenhum momento repetitivas, a criatividade surpreende. 

E para quem estiver com preconceito achando que Mad Max é apenas um filme de ação  com carros e sangue, saiba que a produção de Miller traz várias críticas sociais, incluindo poluição, desigualdade e direitos femininos. Tudo embalado em uma obra desvairada, com ótimas atuações (destaque para Charlize Theron e Nicholas Hoult) e trilha eletrizante. Não foi o meu favorito do ano como de boa parte do público, mas é um filme objetivo, bem executado que surpreende até os mais céticos do gênero. Confira minha resenha aqui.



Menção Honrosa: Ex-Machina


Pouco conhecido no Brasil, infelizmente lançado direto em DVD, Ex-maquina é uma ótima ficção científica que passou batido na maior parte das premiações. Possui um roteiro inteligente e impressionante que envolve a criação do cientista Nathan (Oscar Isaac), uma robô com inteligência artificial chamada Ava (Alicia Vikander). O filme foi vencedor na categoria de Efeitos Visuais batendo os favoritos Mad Max e O regresso. Também podemos ressaltar as ótimas atuações de Alicia Vikander (vencedora na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante por A Garota Dinamarquesa, e indicada ao Globo de Ouro pelo papel em Ex-Maquina), Oscar Isaac (sempre excelente) e Domhnall Gleeson presente em grandes produções do ano, incluindo dois indicados na categoria de Melhor filme. O filme já pode ser conferido em locadoras, inclusive na Rede Telecine, e garante qualidade e deleite principalmente para os apaixonados por Ficção científica.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.