10 de mar de 2016

Não precisa mais me esperar

Imagem de girl, goals, and boy

Quase três da matina e minha bateria acabou. To no meio da rua sentindo falta das minhas amigas, só preciso de alguém que te ligue, e te peça pra vir.

Você sempre vem.

Na ultima noite, enquanto procurava respostas pro meu não-saciar, achei um par, que não podiam ser dois.

Nós.

Apesar do sofá, e do banco do trás do teu carro insistirem no contrário. Nossos corpos se juntavam num ritmo que eu nunca tinha ousado dançar. Mesmo assim era pouco, sempre pouco. Eu prometia parar, você não deixava. Você tentava parar, mas eu atiçava. Tudo bem se nossos corpos conversarem e eu me calar. Fecho os olhos quando sua boca chega na virilha. Mal consigo os abrir pra enxergar, que o pior cego somos nós, que fingimos não ver.

Nossas vidas se cruzam na via dupla, mas é inevitável que você vai para um lado diferente do meu. Lembro da pontada no peito, da tatuagem do lado direito, fecho os olhos, e não sinto prazer. 


Não mais. 


Então olho pra rua deserta e deixo as lagrimas rolarem. Você continua esperando que eu ligue. Aperto o botão de ligar, esperando que qualquer 1% me salve do sereno. A tela pisca! Rolo os contatos, orando pra bateria aguentar. Seu contato com coração do lado me faz soluçar. 


Continuo... "Um táxi pra Av. Goias..."


Chego em casa, com o batom intacto, como a tempos não chegava. Com a certeza absoluta de que a dúvida me prende ao incerto.E que se por instantes nós demos certo, foi obra do acaso, e do agora.  Você continua, da forma que tem que continuar, e eu só paro, pra te ver passar.

Só não precisa mais me esperar, que eu não ligo e não venho.


Não precisa mais esperar, que eu não recomendo essa vida nós.


Talvez ate só, seja melhor.

Só,


Não me espera mais.


2 comentários:

Comentários