estupro

Desculpa, Beatriz

20:06

Imagem de flowers, grunge, and hand

Eu sei que não foi culpa sua, independente do que uma minoria diga como se fosse experiente no assunto. Não te conheço, não sei quais são seus sonhos, suas ambições e sua música preferida. Eu sei os boatos, das palavras ruins que pregavam contra você e do que o povo diz. Eu não te conheço, mas sei que você não merecia isso.

Ou nenhuma outra mulher.

Desculpas pela sociedade, muitas vezes cheia de opiniões e dedos apontados na nossa cara. Somos rodeados por santos do pau oco, que sabem julgar e apontar nossos defeitos quando algo assim acontece. Porque é muito mais fácil colocar a culpa na sua roupa, na sua índole ou no seu estado de embriaguez.

É mais fácil a sociedade te apontar como culpada do que uma sociedade inteira se sentir culpada. Mas me desculpe, os culpados somos nós mesmos.

Somos nós, que aceitamos os comerciais de cerveja e toda publicidade que só tem a objetificar a mulher. Somos culpados quando chamamos a garota de vadia, só porque ela aceitou que é livre pra fazer o que bem entender. Somos culpados quando dizemos que ela deveria estar em casa, na igreja ou em qualquer outro lugar.

Nós somos culpados, uma sociedade inteira que aceita a cultura do estupro.
A culpa não foi sua, foi nossa. Não foram 30 caras que abusaram de você, Beatriz, foi uma sociedade inteira.

Desculpa menina, não foi culpa sua.

Fomos nós, que julgamos a mulher pela roupa que ela usa, pelo cabelo e a quantidade de maquiagem. Nós, que sempre perguntamos "mas será...?" antes de aceitarmos que a vítima nunca tem culpa. Nós que discutimos futebol mas esquecemos do direito das mulheres. Somos nós e essa sociedade machista que se esconde atrás de um rótulo social de que "os homens são assim mesmo".

Tentamos explicar o inexplicável, porque te culpar é mais fácil.

Mas saiba, guria, que a culpa não foi sua ou da quantidade de álcool que você ingeriu naquela noite. Não foi sua culpa ter namorado e conhecido as pessoas erradas.

Não existem pessoas erradas, somente aquelas que agem de má fé.

Então me desculpa Beatriz. Me desculpa pelo cara que julgou o tamanho do seu shorts quando você saiu de casa e me desculpa pelo cara que te olhou apenas como um objeto. Me desculpa, por eles.

Todo dia centenas de mulheres são estupradas no Brasil. A cada mulher abusada uma parte da sociedade sofre calada, o lado feminino. Cada mulher que é estuprada não é única, não é um número ou uma estatística. Quando uma mulher é estuprada milhares de outras são abusadas também, seja pelo medo ou por sentir a dor do outro.

Essa semana o Brasil inteiro foi estuprado, mas dizem que não podemos generalizar... só você não percebeu.

Peço desculpa, há todas as Beatrizes, Anas, Marias, Flávias, Julianas e Marianas. A todas as Letícias, Fernandas, Amandas e Carolinas.

Desculpa, mulheres. A culpa nunca foi nem nunca será nossa.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.