29 de ago de 2016

Aos amigos que ficaram para trás



Era tarde de domingo. Chuva, frio e um chocolate quente era tudo aquilo que eu precisava pra recarregar as energias e enfrentar a semana que estava prestes a começar. Uma foto surge no meu feed de notícias: minha amiga, que não via há uns belos dez anos, seria mãe nos próximos meses. Foi então que comecei a me lembrar de como era a vida há dez ou quinze anos atrás. 

Foi uma pessoa tão especial durante uma época tão difícil da vida, a adolescência. Foram várias noites de desabafo, vários porres e vários namoradinhos trocados. Naquele tempo não importava onde estávamos, com quem ou o que iríamos fazer porque sempre acabava em farra e ressaca. 

Ah, era tão bom! Ela foi tão importante... 

Porque não dizer mais do que um parabéns solto e solitário no chat pra ela? Porque sim, ela é uma mulher fantástica e eu desejo toda a felicidade do mundo. Não daquelas que você só diz em aniversários e despedidas! Então, porque não dizer? Talvez o tempo é a distância tenha nos afastado, mas somos adultas agora e se você tem lá seus 14 anos e acredita que vai levar todos os seus amigos a vida toda... Está enganado. 

Alguns vão te acompanhar pra sempre. Eles vão comemorar seu aniversário de 30 anos, vão na sua festa de despedida quando você resolver tentar a vida em outro país, vão participar da sua formatura da faculdade e vez ou outra vão visitar seus filhos, que os chamarão de tios. Mas é os que ficaram pelo caminho? 

Se não houve dor e tragédia na separação, porque não continuar enviando energias positivas para aquele que foi tão importante na sua vida outrora. O mundo já tá muito chato com esse desapego em que todos ficam sentados esperando o outro vir felicitar, dizer que sente saudades ou lembrar de algo engraçado do passado. 

Liga, conta, sorria e o mais importante: em terra de desapego quem demonstra sentimentos é rei.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários