dica

Filme: The fundamentals of caring

11:49


Nesta obra original Netflix, conhecemos Ben (Paul Rudd), um homem deprimido que se torna cuidador. Trevor (Craig Roberts), seu primeiro cliente, é um garoto de 18 anos com distrofia muscular. Na tentativa de tirar o garoto da monotonia e fugir dos pedidos desesperados da esposa pelo divórcio, Ben resolve fazer uma viagem com Trevor pelas atrações mais babacas/toscas do país, como o maior buraco do mundo, o maior boi do mundo, entre outras atrações no qual o garoto vê todos os dias em um programa de TV. 


Apesar de possuir uma premissa parecida com outros filmes do gênero, como o francês Intocáveis, ou o mais recente Como eu era antes de você, The Fundamentals of caring difere-se por usar mais artifícios cômicos que dramáticos. Apesar de “Dramédia”, ou seja, drama e comédia juntos, o filme foca muito mais em seu lado engraçado e fofo do que aquele filme em que você se desidrata de tanto chorar.

Paul Rudd e Craig Roberts possuem ótima química, além do carisma de ambos, seus personagens cativantes conquistam o publico. Paul apesar de confortável no papel de Ben, não passa toda a dor que uma pessoa que sofrera uma tragédia como a sua sentiria. Seu passado soa mais brando do que realmente é. Mas não é algo que atrapalha de fato, ou que estrague a trama, porque a obra ainda sim se torna envolvente, principalmente por conta da sintonia dos personagens.

Craig Roberts é sempre excelente. Tanto em papéis “esquisitos” e mais dramáticos como em Submarine (um de seus melhores trabalhos), ou participações mais bobinhas como em Vizinhos e em The First Time, Roberts sempre entrega um ótimo trabalho. Principalmente quando seu papel vem acompanhado de manias, sarcasmo ou paranóias. Trevor possui um tipo de humor único, como salienta a mãe no início do filme, e grande parte desse humor é o culpado pela obra ser tão gostosa de apreciar.


Selena Gomez era minha preocupação quando assisti o trailer pela primeira vez, não sou fã da artista, e algumas das obras que vi com a mesma pecavam na atuação. Então fui conferir com o pé atrás, com medo que ela estragasse o filme, mas isso não acontece. Dot está em uma “missão” de ir para longe de casa e por isso esbarra no caminho de Ben e Trevor, sua personagem é contida e bocuda, e quando aparece tem bons momentos ao lado dos dois protagonistas. Não atrapalha em momento algum, sua relação com Trevor podia ser brega, mas é singela e simpática.


A fotografia e a trilha sonora são feitas para agradar, com beleza e meiguice, os dois se completam durante os 97 minutos de obra.

Com um roteiro esperto, recheado de ironia, sacadas inteligentes e um humor sincero, The Fundamentals of caring se torna aquele filme sobre experiências de vida delicioso de acompanhar. Com doçura a obra é uma experiência road movie típica, e apesar de não ser complexo, ainda consegue ter uma discussão agridoce sobre paternidade e amizade.


Apesar do título brasileiro genérico e ridículo, Amizades improváveis, o filme não é apenas mais um do gênero, consegue ter um olhar original sobre a história de seus personagens. Tudo bem que temos personagens que se ajudam melhorar, lembrando outras narrativas, mas conforme o filme vai passando você se sente vendo algo novo e gracioso, nada enfadonho ou repetitivo ao extremo.

Em nenhum momento há abuso de sentimentalismo ou dramas exagerados, nem mesmo os arcos mais tristes. Todos dentro daquele carro possuem seus demônios, mas nenhum deles toma um rumo melancólico demais. A cena final é um dos maiores exemplos disso, filmes do gênero geralmente acabam chorosos, mas não é o que você verá aqui.


O filme abusa de alguns clichês e de previsibilidade em certos momentos, mas nada comprometedor, pois o resultado é extremamente positivo. O humor negro de Trevor compartilhado com a ironia de Ben deixa o filme interessante e com o ritmo certo para você acompanhar até o fim com um sorriso no rosto. Cativante, competente e com gostinho de quero mais.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.