dica

Filme: La La Land

16:58


Imagem de popcorn, photography, and vintage

Encantador, apaixonante e contagiante, La La Land tem poderes de conquistar qualquer espectador, fã de gêneros musicais ou não, o filme fala com aquele lado sonhador que até os de coração mais duro têm e que vez ou outra fala mais alto que a razão.



La La Land é uma obra singular e impecável que nos apresenta Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling), uma barista apaixonada por cinema que sonha em ser atriz, e um purista pianista de Jazz que deseja abrir seu próprio clube. Ambientada em Los Angeles, homenageando a era de ouro dos musicais, a obra vai muito além de ser apenas um musical nostálgico e bonito. Com um começo otimista e sonhador, terminando com um tom realista e melancólico o longa discute sobre amor, sonhos e sacrifícios, fugindo dos clichês hollywodianos.

Para os incrédulos ou indecisos sobre ver ou não, a obra é um musical para todos os públicos, é só dar uma pequena pesquisada na internet que você irá encontrar inúmeros relatos de pessoas que odeiam o gênero, mas se apaixonaram pelo filme. Acima de tudo La la land é um musical diferente e por incrível que pareça com menos canções do que obras do mesmo gênero. Eu sou COMPLETAMENTE apaixonada por musicais, então quanto mais musicas melhor, confesso que senti falta de mais canções, no entanto a trilha é tão perfeita, bem encaixada e justificável que o número reduzido de músicas é perfeito para a sintonia da obra.



Não se trata de um musical onde os personagens já acordam felizes e cantando sobre como a manhã está bonita, todas as músicas possuem sentido e suas letras não expressam os sentimentos dos personagens de forma superficial, mas algo mais verdadeiro e profundo. É impossível não se contagiar com Another Day of Sun, se encantar com City of Stars ou se emocionar com The Fools Who Dream.

Além da trilha primorosa, a estética e produção do filme são irretocáveis. Fotografia, coreografias, figurinos e direção de arte são admiráveis, sem dizer a impecável direção de Damien Chazelle (responsável pela direção de Whiplash, e o roteiro de Rua Cloverfield, 10), que impressiona principalmente pelas ótimas sequências musicais com planos abertos e pouquíssimos cortes. A primeira sequência do filme de um engarrafamento em uma rodovia de LA, com diversos jovens sonhadores aspirantes a artistas é a mais ambiciosa e impressionante do filme, onde a câmera passeia entre os carros e os jovens otimistas de forma belíssima e deslumbrante.

As atuações, química e carisma de Emma Stone e Ryan Gosling estão irretocáveis. Emma está impressionante e encantadora em um de seus melhores papéis até agora. Ela dança, canta e conquista qualquer um com a arrebatadora e cativante Mia, é justíssimo todo o reconhecimento que a atriz vem recebendo desde a estreia de La La Land, ela conduz lindamente a trama. Ryan é ótimo em qualquer gênero, é possível encontrar diversas obras dramáticas em que ele está impecável como Drive ou O lugar onde tudo termina, mas o que nem todo mundo sabe é como ele é bom na comédia, seu timing cômico é fantástico e ele sempre sabe conduzir muito bem uma cena de forma delicada e ao mesmo tempo cômica, é possível perceber isso assistindo o divertido Nice Guys (no Brasil, Dois caras legais) onde Gosling rouba a cena. Lembrando que o ator passou três meses aprendendo a tocar piano para que suas cenas fossem realistas e pudessem ser gravadas de perto com Ryan realmente tocando o instrumento.



Poético e sublime, La La Land é uma obra mágica que faz rir e chorar, é o tipo de filme que te faz se entregar e se apaixonar perdidamente.



You Might Also Like

2 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.