dica

Série: Sweet Vicious

16:27

Imagem de popcorn, food, and tumblr

Sweet vicious acompanha a história de Ophelia e Jules, duas amigas que fazem justiça com as próprias mãos no campus da Universidade de Darlington, em busca de vingança para vítimas de crimes sexuais.

Realista e sensível, discutindo um tema extremamente relevante, a produção da MTV retrata a cultura do estupro com uma abordagem diferente, porém bem vinda. Voltada para o público jovem, e com pitadas de bom humor a série foge de ser semelhante das obras do gênero. Sweet Vicious pode enganar passando a imagem de que não tratará o assunto com a devida seriedade, mas ao decorrer dos episódios da primeira temporada vemos como o assunto é tratado com sensatez.


Infelizmente o estupro e outros crimes de caráter sexual são recorrentes na sociedade, por isso é muito importante discutir o assunto com os públicos mais jovens, pois é instruindo desde cedo que podemos ajudar a minimizar o problema.

Os alívios cômicos dos primeiros episódios podem soar desnecessários ou destoantes do tom que o assunto deve receber, mas conforme vai passando a temporada, eles funcionam muito bem como fôlego às tramas cada vez mais pesadas e tristes que são inseridas ao enredo.


Ophelia e Jules são ótimas protagonistas, personagens fortes e inteligentes, conquistam e nos cativam com suas personalidades marcantes. É sempre bom ver personagens femininas interessantes que fogem aos estereótipos que hollywood adora. Jules é a mais bem desenvolvida, suas motivações para se tornar uma justiceira vem a tona de forma tocante e comovente e sua amizade com Ophelia cresce de forma surpreendente e linda ao decorrer da história.

Ophelia é a responsável pela parte mais cômica da série, e por isso inicialmente é a personagem com mais chances de cativar. Apesar dos meus comentários sobre os alívios cômicos, nunca há piadas ou romantização de estupro ou algo parecido. A série é muito respeitosa com o assunto, e provavelmente por ser produzida e roteirizada por mulheres sabe tratar muito melhor do assunto do que diversas obras que tentam imitar a perspectiva feminina, mas que pecam por não serem criadas pelas mesmas.


É incrivelmente importante ter mulheres trabalhando no tema para que o espectador consiga compreender de forma aprofundada, porque não é fácil argumentar, criticar ou até mesmo falar sobre o assunto apenas através da empatia que alguns homens podem ter, é necessário sentir na pele.

O realismo da série é estrondoso e uma das coisas que mais chama a atenção. Além de toda a discussão acerca dos abusos, a cultura do estupro, e o pensamento de poder que abusadores possuem sobre o corpo das vítimas, a série discute muito bem o silenciamento que diversas mulheres sofrem ao procurar punição para os agressores. Culpabilização da vítima, desencorajamento da denúncia e a pressão psicológica que as vítimas sofrem, principalmente se o culpado for famoso ou “importante” é retratado em Sweet Vicious da melhor forma e mais crível possível.


Em um mundo onde grande parte da população ainda acredita que a roupa da vítima incentiva o estupro, que “moças comportadas” não sofrem assédio, que machismo não existe e que quando a mulher denuncia é louca, desesperada ou quer atenção, a importância de Sweet Vicious é gritante, a série ser boa e instigante é apenas um bom bônus.

É muito bom ver obras do gênero que discutem assuntos com a devida importância, é triste saber que a série possui pouco reconhecimento, realmente espero que isso mude, porque sua importância é enorme e devia fazer parte da grade de todo mundo.


A série teen feminista para chamar de sua!




You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.