dica

Filme: Quase 18

11:39

Imagem de food and popcorn

Nadine não se encaixa em nenhum grupo da escola, diferente de Darian, o irmão bonito e popular que faz sucesso onde passa. A relação com a mãe também não é nada fácil, mas Nadine tem Krista, a única e melhor amiga de infância que faz tudo ficar melhor, porém do dia para a noite seu mundo desaba ao descobrir que a amiga está apaixonada pelo irmão.

Eu entendo que a sinopse pareça boba, mas não se engane, Quase 18 (The Edge of Seventeen) é uma ótima dramédia, e uma obra que se destaque no gênero teen.


Protagonizado pela maravilhosa Hailee Steinfeld, perfeitamente escalada, a ponto de parecer que o papel foi feito especialmente para ela, The Edge of Seventeen é um filme good vibes sobre a adolescência, mas com ótimos momentos realistas. O filme explora os exageros da mente adolescente, a dificuldade em se encaixar, amizades e as primeiras paixões, mas além dos dramas comuns da adolescência, vemos que a vida de Nadine não é apenas flores, explorando seu núcleo familiar.

Apesar do filme inteiro se passar através da perspectiva da protagonista, é possível se conectar e entender os demais personagens, o que é essencial. As pessoas a sua volta não são vilões como Nadine faz parecer às vezes, todos são apenas seres humanos que comentem erros, mas que buscam acertar.


A comédia presente no filme é muito bem feita, além da naturalidade com que esses momentos acontecem, diversas cenas são engraçadas a ponto de gargalhar, há um equilíbrio muito grande em relação ao drama, a transição entre os tons não soa forçado.

Apesar de um destaque pequeno, Woody Harrelson também está ótimo, carismático e engraçado, o professor entediado e mal-humorado é uma ótima adição.


Os momentos mais dramáticos expressam bastante o que é a adolescência de forma realista, incertezas, alegrias acompanhadas de angústia, melancolia e euforia. Gosto do gênero teen, e acho obras do tipo relevante, porque é sempre difícil passar pela adolescência, onde tudo parece o fim do mundo, mas depois que as pessoas passam por isso, costumam subestima-la.

Apesar dos clichês adolescentes e da previsibilidade de alguns momentos, o filme é uma ótima obra para saborear. Lembrando bastante o tom das obras de John Hughes (responsável por filmes como Curtindo a vida adoidado, Clube dos cinco e Gatinhas e Gatões), The Edge of Seventeen diverte, conquista e transmite uma boa sensação.



You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.