amor

A arma do crime: não era amor

16:16

Imagem de couple, love, and boy


As vezes, quase sempre, eu sinto demais. As pequenas coisas, elas fazem falta conforme o tempo passa. Eu sempre quis ficar com alguém que não medisse esforços para ficar comigo, sendo bem clara, eu estava nem aí para o amor. Disse, tantas vezes, que esse tal é perda de tempo, e tempo é dinheiro... pelo menos era o que eu pensava.

Que bobagem!

Até que, um dia eu encontrei o príncipe no cavalo branco... literalmente. Eu o conheci numa festa a fantasia... já dá para saber o final, certo? Eu me apaixonei pelos seus olhos, pela sua boca que eu iria beijar. Acabamos namorando. Certo, quem em sã consciência namoraria algum que conheceu numa festa? Não quero generalizar mais, nem sempre, as coisas que acontecem assim dão muito certo.

Ele me usava para conseguir sexo, que nem era tão bom assim, e me presenteava logo depois com roupas e sapatos. Tudo bem, era isso que eu queria. Ele me tratava mal na frente dos amigos dele e dizia, frequentemente, que "comeria aquela gostosinha que estava dando bobeira por ali". Tudo bem, era isso que eu queria.

Ele me traía, varias vezes, e depois pedia desculpa com um presente mais caro. Tudo bem, era isso que eu queria. Ele bebia demais e dirigia em alta velocidade, eu brigava com ele e, no dia seguinte, ele vinha com uma caixa de bombons com um pedido de desculpa. Tudo bem, era isso que eu queria.

Conforme o tempo passa as atitudes tem que melhorar. Eu não quero mais isso! Não quero restaurante caros, nem anel de brilhante e outras tantas outras coisas que você quis me dar. Quase um ano de namoro, eu tinha vinte e ele vinte e cinco. Ele ameaçou me matar se eu terminasse tudo. 

Terminei.

E, três meses depois, ele conseguiu.


Se você sofre com algum tipo de violência domestica denuncie através do telefone 180.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.