amor

E descobrisse que a sua mãe usa o Tinder?

19:28

Imagem de Zahraa A. Aljaleel

Eu estava um pouco desiludida com a vida hoje e resolvi não postar. Uma falta de inspiração e um acumulo te tristeza, sou um ser humano e fico triste também - choquem! Foi a partir de um texto, compartilhado por uma amiga, que eu achei àquela que tanto me faltava. E aqui vai uma duvida: o que você faria se descobrisse que a sua mãe tem uma conta no Tinder?

As mães não podem ser sexualmente livres, afinal quem vai querer uma mulher que já vem com um "brinde"? Dito isso, com remorso e culpa pelos outros que pensam assim - e não por mim. Minha mãe, antes de conhecer o marido dela, tinha esse aplicativo. Ela, que criou meus irmãos como mãe "solteira", finalmente descobriu o que é esse liberdade que todos falam. Só que ela perdeu a paciência com três dias de uso, acontece.

Se foi mãe e o marido, ou namorado, à deixou é porque não é uma flor que se cheire. Quanta merda pode sair da boca de um machista, né? Homens e mulheres podem ser machista sim! Sempre tive isso em mente.

O problema aqui é que o homem solteiro e com filhos pode, mulher solteira com filhos nunca. Homens que trabalham em dois empregos pra criar, e ainda passa roupa para fora para ajudar nas despesas, pode. A mulher não. O cara que esbanja foto dos filhos na rede social é fofo, a mulher é puta. Uma que tem Tinder então... 

Já ouvi relatos de que elas se sujeitaram ao abuso, físico e moral, porque elas tem medo de ficar sozinha. Mulher, antes só do que mal acompanhada. Pense nisso.

As pessoas se esquecem que mãe também é gente. Se esquecem que, se ela for mãe aos 19 anos ela quer encontrar alguém que queira ela e o filho dela com todo amor e carinho. As pessoas se esquecem que uma mãe pode ir para a balada, para um bar ou ter um aplicativo de namoro ou pegação, porque não?

Precisamos atualizar mais sobre as coisas a nossa volta. Conheça, minimamente, o feminismo para parar de agir como imbecil todas as vezes que falamos dele. Mãe também tem liberdade sexual, isso não quer dizer que ela vai esquecer que o filho existe. Ela vai se preocupar ainda mais com a segurança, até porque tem muito machista para pouco mundo.



You Might Also Like

3 comentários

  1. Reconheço que existe o machismo por trás dessa questão de que "o homem pode e a mulher não". Mas além disso, existe a questão também de que principalmente filhos homens) se apegam de uma forma mais afetiva à mãe do que ao pai. O pai, em muitos casos, acaba tendo uma importância mais nas questões práticas da vida, como por exemplo ajudar o filho a encontrar um caminho profissional. No entanto, na parte afetiva, ainda persiste o distanciamento entre o pai e os filhos - talvez até pela própria cultura machista que força o pai a ter uma postura restrita a uma espécie de "conselheiro" do que a uma pessoa acolhedora que conseguirá ouvir e entender os sentimentos apresentados pelo filho. O fato é que afetivamente, a importância da mãe é inteiramente maior do que a do pai. O que quero dizer com tudo isso é que a "dor" que o filho sente ao ver a mãe separada/solteira/viúva se relacionar com outro homem é muito maior do que a dor que o filho sente ao ver o pai separado/solteiro/viúvo se relacionar com outra mulher. Mas essa maior flexibilidade dos filhos em relação ao pai reconstruir a vida amorosa, se origina também no fato dos filhos terem que "dividir" o afeto da mãe que antes pertencia somente a eles. A figura do pai em milhões de caso pode ser substituída por um tio, avô, primo mais velho, já que culturalmente ele teria uma função mais mecânica de "orientador" do que propriamente afetiva. Já a mãe é uma pessoa completamente insubstituível, você pode ter a melhor madrasta do mundo, a melhor avó do mundo, mas nada se compara a ter o afeto da mãe. Por isso que a perda da mãe ou a "divisão" do afeto dela com um padrasto é algo extremamente complicado. É claro que existem muitos casos que os filhos tem pouca ligação afetiva com a mãe e são mais ligados no pai...mas não é o padrão...Só fazendo um adendo, a mulher - mãe ou não - tem o direito de ir em bares, baladas ou onde quiser. No entanto, a mulher ter a expectativa de arrumar um namoro fixo nesses lugares parece mais fantasioso do que as histórias da Cinderela...Convenhamos que a esmagadora maioria dos homens que frequentam esses locais estão la apenas por 3 motivos: Beber e/ou conversar com os amigos e/ou procurando apenas sexo. É só você verificar quantas vezes as mulheres que vc conhece já foram nesses locais na expectativa de conhecer alguém para um possível namoro e calcular qual o percentual delas prosperou em sua busca...Isso considerando a quantidade de vezes em que elas foram com essa intenção... Não da para dizer que seja impossível mas é completamente improvável a mulher arrumar um namorado em um barzinho. Reconheço que existem diversos fatores que culturalmente faz com que parte dos homens se tornem mais resistentes a assumir uma relação com um pacote completo. No entanto, o que mais vejo acontecer é a mãe solo alegar que o cara só queria sexo qdo descobriu que a mulher era mãe solteira, mas em barzinho e baladas, mesmo sem filhos é provável que o cara só queira sexo mesmo. Existe um universo onde se pode paquerar que não se restringe a barzinho,baladas w boates. Existem shoppings, cafés,livrarias...É só ir nesses lugares na hora em que os baladeiros estão se preparando para a balada, assim vc já faz um filtro natural de possíveis homens para uma relação mais séria. Afinal, como esperar que um homem que vai p Night à procurar de sexo sofra uma reversão em sua personalidade e passe a ver aquela mulher para algo mas serio qdo s única coisa que ele que é só transar
    Rogério

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?

      Eu concordo com você, só que tem uma questão que você não disse: e se ela quisesse só sexo também? Tem muitas mãe que não podem, e não querem, sair de casa sem os filhos e elas tem que recorrer aos aplicativos.

      beijos.

      PS: Minha amiga conheceu o marido dela no Tinder! São casos e casos, né?

      Excluir
  2. Só complementando a minha postagem acima. Muito do machismo atual vem das próprias mulheres, que tem receio de que mulheres mais livres sexualmente sejam uma "ameaça" ao marido dela (como se o homem comprometido fosse um coitadinho que foi levado à tentação pela mulher sedutora destruidora de lares). Um homem não trai pq foi "seduzido", trai por safadeza mesmo. Resumindo tudo, existem homens disposto a um relacionamento estável independentemente da mulher ser mãe ou nao, mas cabe à mulher (caso esteja buscando uma relação séria, analisar o perfil do homem e o perfil do lugar que ele frequenta, e decidir se ali vale a pena ela investir ou nao. É como aquela velha questão,loucura é fazer as mesmas coisas esperando resultados diferentes. Embora existam milhões de homens buscando um relacionamento sério, esse milhões se tornam um mesmo perfil quando se procura nos lugares onde eles nunca estarão.

    ResponderExcluir

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.