dica

Filme: Fragmentado

13:24


Kevin é um homem com transtorno dissociativo de identidade, ele vive com 23 personalidades distintas dentro de si. Um dia ele sequestra três garotas em um estacionamento, usando o pretexto que elas serão o sacrifício humano para uma besta que está por vir.

M. Night Shyamalan está de volta e novamente veio para dividir o público. Uma grande característica de suas obras é a criatividade, geralmente acompanhada de peculiaridades e uma história cativante.

Apesar do apelo por O sexto sentido ser absoluto, isso não acontece com todos os seus filmes, infelizmente alguns são bastante injustiçados. Suas obras são sempre diferentes, corajosas e cheias de plots twists, e isso não agrada todo mundo. Além disso, por conta do sucesso de O sexto sentido, grande parte dos espectadores esperam uma obra prima a cada novo projeto, algo prejudicial a seus trabalhos, pois há sempre muita expectativa e pressão em cima de cada nova obra. Mas sou uma grande fã do diretor, roteirista e produtor, e por isso sempre tento assistir tudo em que ele esteja envolvido. 

Fragmentado pode não ser o melhor filme de sua filmografia, mas é com certeza uma das melhores obras de Shyamalan nos últimos anos. Entretanto, não é um filme que conquista qualquer público, é necessário comprar a ideia e se jogar na história.


A trama é bastante cativante, é impossível não se sentir curioso acerca do desfecho dos personagens. A atuação de James McAvoy é primorosa, sua qualidade em interpretar todos os personagens e conseguir evidenciar as diferenças entre cada personalidade, principalmente quando uma se passa pela outra, é incrível.

A maravilhosa Anya Taylor-Joy que ficou muito conhecida depois de A bruxa, também dá um show. Sua personagem possui mais desenvolvimento que as demais garotas, e é fácil e rápido se apegar a ela, seus dramas pessoais são pesados e tristes. Anya explora muito bem as nuances de Casey e sua esperteza vai conquistando aos poucos, além de ajudar na construção do suspense, é difícil adivinhar o que vem a seguir. 

Além das performances vibrantes de Anya e James, os cenários escuros, estreitos e misteriosos, auxiliados pela trilha impactante e bem ambientada, fazem qualquer um ficar preso a cadeira e ansioso pelo fim.



Meu único problema com o filme é o roteiro mastigado em determinados momentos, como os diálogos e palestras da psiquiatra de Kevin. É compreensível os motivos que fizeram isso acontecer, a trama é complexa, e é difícil chegar ao ponto em que o filme precisa para ter um desfecho crível e lógico sem soltar algumas explicações durante a trama, mas mesmo assim há momentos que incomodam. Pelo menos não é explicativo demais a ponto de julgar o espectador como burro. Mesmo que algumas explicações sejam muito detalhadas, elas ocorrem ao decorrer do filme, lançando informações novas durante a história e não tudo de uma vez.

Os flashbacks sobre o passado de Casey também soam desconexos e fora de ordem no começo, mas mais tarde se mostram justificáveis, talvez o problema é que tenha sido introduzido cedo demais na trama.


Misturando tensão e suspense com alívios cômicos bem pontuados, o filme não chega a ter tanto momentos engraçados como em A visita (resenha aqui), principalmente porque este filme tem momentos mais angustiantes e busca amedrontar o espectador. Ainda sim há cenas ótimas e engraçadas que não quebram o tom apreensivo, principalmente pelas atuações que se sustentam muito bem até o final.


Assustador em diversos momentos, Fragmentado é um bom terror psicológico que brinca com o real e o sobrenatural, surpreendendo o espectador até o fim. O filme é tenso, claustrofóbico, instigante e diferente, deixando um gostinho de quero mais.



You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.