dica

Série: The leftovers

14:06


No dia 14 de outubro, 2% da população mundial desaparece de forma repentina e sem qualquer explicação. Terá sido o arrebatamento bíblico? Ou então ETs? Quem sabe um evento sobrenatural inexplicável? Três anos após a “Partida repentina”, acompanhamos a vida daqueles que foram deixados para trás, mostrando como esse evento traumático afetou suas vidas e a maneira que encontraram para seguir em frente. 

O início da história gira em torno de Kevin Garvey, chefe de polícia da cidade de Mapleton em Nova Iorque, que se esforça para recuperar a sensação de normalidade diante de uma situação que parece impossível.

Uma das melhores obras da HBO chegou ao fim há pouco tempo e já deixou saudades. Com uma trama complexa e inteligentíssima, seguimos a vida de personagens poderosos e envolventes que têm muito a contar. É realmente difícil expressar de verdade como é sentir o turbilhão de sentimentos e dramas envolvidos na série, essas emoções só podem ser compreendidas de fato quando você se joga na história e acompanha a viagem incrível que Leftovers te proporciona. 



Sempre flertando com o sobrenatural e o fantástico, é difícil saber o que é real ou não na trama complexa e bem construída da série. E assim como também comentei na resenha de Legion (aqui), não espere por explicações mastigadas, e muito menos espere que essas explicações ocorram o tempo todo, elas raramente acontecem, e na verdade isso nem importa, você fica tão conectado com os personagens e suas decisões que nem liga para o resto. 

Tudo é bem amarrado, no entanto isso não significa que é fácil entender o que está acontecendo, o que particularmente adoro e acho maravilhoso, The leftovers é aquele tipo de série “não entendi, mas amei”, fãs de Mr. Robot, e da própria Legion, conseguem entender o conceito.



As atuações são extraordinárias, é bem triste ver que a serie é esquecida em premiações, o elenco afiado e competente merecia mais reconhecimento.

Além das grandes atuações, ao assistir a série você vai perceber que está tendo ótimas "aulas", como de edição, fotografia e direção. É impossível não reconhecer a excelente qualidade técnica da série.

Tudo isso junto a história instigante, fazem de The Leftovers viciante, é impossível não se envolver com os personagens e os eventos que vão se seguindo desde a Partida Repentina. Nunca fica cansativo, na verdade é revigorante, ao terminar qualquer episódio parece que você levou um soco no estômago, ao mesmo tempo que se sente maravilhado com tanto brilhantismo.


Leftovers é cheia de metáforas, simbolismos, filosofia e poesia. É difícil decifrar todas as nuances da trama e interpretar todas as entrelinhas.

A série é impressionante, tem tramas inusitadas, alucinantes e imprevisíveis, sempre apresenta algo diferente ou inovador. A trilha sonora fantástica sempre encaixa perfeitamente, é muito difícil não se emocionar ou criar uma ligação com os personagens e seus dramas pessoais dolorosos.

Nunca há perguntas irrelevantes ou diálogos bobos, a série sabe trabalhar muito bem seu roteiro, aproveitando seus personagens, nunca desperdiçando plots e sabendo usar tudo o que audiovisual tem a oferecer. Episódios que seguem os personagens de Nora, Kevin Sr. ou Laurie na terceira temporada, por exemplo, usam a câmera de forma que palavras não sejam necessárias a todo momento, muito menos explicações, você os compreende e entende, porque  o núcleo dos personagens é sempre bem definido e a série sabe o que quer passar e onde precisa chegar.


Eu fiquei preocupada em fazer essa resenha, porque fiquei com medo de não expressar bem tudo o que queria dizer sobre The leftovers e não mostrar como essa obra merece ser vista. Espero que eu tenha tido sucesso e você se sinta pelo menos tentado a conferir essa série incrível, com personagens fortes e complexos e uma trama cheia de questionamentos. Voce vai deixar uma obra prima dessas escapar? Aconselho que não ;)


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.