amor

Sobre a festa "se nada ser certo": a falta de empatia pelo próximo

14:00

Imagem de affection, art, and boy

Eu não queria estar escrevendo esse texto, mais eu preciso. Eu preciso porque tá faltando empatia no mundo.  Eu preciso porque as pessoas ainda se acham melhores do que as outras. Eu preciso porque se, de alguma forma, tenho que tentar acabar com o racismo e a xenofobia nesse país. Eu preciso porque se eu salvar pelo menos uma alma com este eu já fico em paz. Eu não queria, mais eu preciso.

Para quem não entendeu nada o que eu escrevi, até aqui, eu explico. No terceiro ano das escolas particulares, existe alguns dias de festa com temas específicos. Eu, que sempre estudei em escola pública, achava o máximo as pessoas comentando e tirando fotos. Afinal o último ano tem que ser comemorado mesmo.  Até que uma escola deve a brilhante ideia de fazer uma festa com o tema "se nada der certo". Genial, né?

Eu soube de outra escola que permitiu isso, faz alguns anos, e tomou uma repressão fodida. Como tudo que vai um dia passa, essa também passou. Foi então que outra escola resolveu fazer uma festa com o mesmo tema. É pedir para dar merda. E  deu. Deu um monte de gente revoltada nas redes sociais mas, como tudo passa, essa vai passar também.

Se não fosse o cara do posto de gasolina você ia ter que abastecer seu carro sozinho e ficar com cheiro da gasolina o dia inteiro. Se não fosse o porteiro do seu prédio, ou da sua casa, você seria assaltado, e sabe lá Deus o que mais, e não poderia terminar o seu jantar em família.  Se não fosse a empregada doméstica você teria que levar seu tênis sujo, que você deixa na sala, até a sua sapateira. Ou você acha que eles vão para lá como um passe de mágica?

Se não fosse o atendente da lanchonete você não teria seu lanche com batata frita e teria que fazer você mesmo, aí é ruim né? Se não fosse o lixeiro você teria que acumular todo o lixo que você produz. Se não fosse o gari você teria que recolher o lixo e as folhas das árvores que saem do seu quintal, sozinho.

Se não fosse a sua babá você não teria tempo de fazer seu pilates e ficar com a bunda dura, porque é ela quem cuida dos seus filhos. Se não fosse o pedreiro você não teria uma casa.  Se não fosse no Brasil eles seriam exaltados, afinal eles deram tudo pra sair daqui.

Tá faltando amor e empatia. Tá faltando vergonha na cara. Tá faltando uma pia de louça para lavar e uma casa para assentar. Sabe aquele cara que come marmita fria todos os dias? Você é igual a ele, quiçá pior, porque ele tem humildade. Ele trabalha o dia todo para sustentar os filhos com um salário mínimo. 

Tá faltando amor.

É não é  de agora.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.