31 de jul de 2017

Kell Smith: A nova voz do feminismo


Um dia desses eu tava ouvindo rádio e começou a tocar uma música que falava sobre o valor da infância e o quanto ela era cobiçada pelos adultos, que preferem "um joelho ralado" que "dói bem menos que um coração partido". Fui procurar no YouTube pelo trecho do refrão e descobri de trata-se da linda canção "Era Uma Vez", da cantora Kell Smith. Veja:


Não existe muita informação sobre Kell Smith na internet, o que se sabe é que ela estourou na carreira musical ainda esse ano. Ela acabou ganhando visibilidade após o lançamento da música "Respeita As Mina", no dia internacional da mulher, em março deste ano. A cantora vem de uma família de missionários e desde os 12 anos tem Elis Regina como sua maior inspiração musical.


Kell sempre mesclou o golpel em ritmos de R&B, jazz, hip hop, MPB, Bossa Nova e Samba de raiz. Junto com a lançamento de "Respeita As Mina", a artista também disponibilizou o seu EP "homônimo" nas plataformas digitais, com quatro músicas de sua autoria, "Viajar É Preciso", "Meu Lugar", incluindo "Respeita As Mina" e "Era Uma Vez". 


Kell está ganhando o mundo da música a cada dia que passa, com letras inteligentes e afrontosas em tons de quebra de esteriótipos, arriscando o rap e MPB, marcantes. Quem tiver interesse, vou disponibilizar os quatro sons da artista. Aprecie com moderação essa lista no Spotify.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários