19 de jul de 2017

Não tenha vergonha de chorar

Imagem de cry, sad, and art

Eu, particularmente, já chorei muito, águas para transbordar a Cantareira. E tudo bem, serio. A gente chorar por amores que partiram, pela incerteza sobre a vida de adulto - geralmente ela ocorre lá pelos 21 anos - e outras tantas coisas que, as vezes, nem vale a pena derrubar uma lágrima se quer. 

Mas, o que importa, é não ter vergonha de chorar se, no final, vai dar tudo bem.

Te garanto.

Vai por mim.

De nada vale chorar se você não aprender com seus erros. Pare e pense: "o que eu fiz de errado? Ou o que eu não fiz?", antes de julgar aquela pessoa que terminou com você, que te demitiu, que não fez o que você queria. As pessoas não estão abertas a fazer sempre as suas vontades, e sim tem livre arbítrio para ir e vir. 

Doa a quem doer.

Você não deve se importar com pessoas que te fazem chorar, até porque, as vezes, essas pessoas não mereciam ter alguém tão legal e bacana como você. Tenha dias de luto, de ficar comendo chocolate dia inteiro, assistir filmes e fazer pipoca. Tenha dias que você precisa chorar, e que seja só um dia.

Aí o resto, vai passar. 

Como tudo passa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários