14 de ago de 2017

Jay-Z: E a crítica na indústria da fama


Na última sexta-feira (11), o cantor Jay-Z divulgou o clipe "Moonlight", que nada mais é do que um single do último álbum lançado "4:44", em junho na plataforma Tidal. O vídeo faz uma crítica pesada à cerimônia de premiação do Oscar 2017, no qual compõe o cenário de um dos episódios da série Friends, porém recriado com protagonistas negros. Dá só uma olhada no resultado:


Shawn Corey Carter, mais conhecido como Jay-Z é um produtor, empresário, compositor e happer nascido no Brooklyn e um dos artistas mais premiados e bem sucedidos do mundo. Desde a adolescência, despertou o interesse na música, fazendo freestyles e compondo canções. O principal mentor, no qual foi um dos motivos para o nome artístico, foi o rapper Jaz-O, que Jay-Z participou em singles como "The Originators" e "Hawaiian Sophie". 


Porém, o que fez alavancar a sua carreira foi a participação em "Show and Prove", de Big Daddy Kane. Jay-Z chegou a lançar 13 discos de estúdio até hoje. Sendo os mais conhecidos, "The Black Album", em 2003; "The Blueprint", em 2001; "Magna Carta Holy", em 2013; e "Reasonable Doubt", em 1996. Ao todo são mais de 50 milhões de álbuns vendidos, além de colaborações e compilações em diversos outros discos.


Jay-Z possui uma estante repleta de prêmios Grammy Awards, somando foram 21 troféus Grammys recebidos, além de muitas outras indicações. Se este não for artista rapper mais fantástico e bem resolvido do mundo, eu não sei quem pode ser.

Deu até uma vontade de ouvir algumas músicas deles, não acha? Que tal colocar na playlist, selecionei o link do perfil dele no Spotify, bom proveito




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários