dica

Filme - O Mínimo para Viver

18:00


Não sou a Sara mas estou aqui para dar uma dica de um filme que conquistou meu coração.

"O Mínimo para Viver" é um longa onde a atriz Lily Collins interpreta Ellen, uma garota que sofre de anorexia e precisa fazer, mais um, tratamento para combater a doença. O filme é um relato cru e verdadeiro de quem sofre do problema.

Resultado de imagem para o minimo para viver

Em 2006 eu procurei formas para emagrecer, custe o que custasse. Eu descobri que ficar sem comer emagrecia, mas não com saúde. Como eu morava em Santos, e lá é calor do inverno e insuportavelmente calor no verão, eu não já conseguia comer muito. Então pensei: vamos fazer disso um grande proveito. Eu estava enganada. 

O mínimo pra viver

Minhas unhas começaram a quebrar, meu cabelo a cair, eu ficava cansada sempre e, além disso, eu bebia pouco e já caia. E assim foi até 2011 quando passei por uma psicóloga e nutricionista e elas me ensinaram a comer com saúde. No livro, Estranho Ímpar, eu falo desses distúrbios alimentares e eu me inspirei em mim. Minha história e minha vida, com alguns dramas a mais do que o real.

filmes e séries
(Sim, o Keanu Reeves está nesse filme ♥)


Eu achei o filme extremamente bom e importante, mas confesso que tem alguns gatilhos nele, assim como em 13 Reasons Why - que eu falei dele aqui e aqui. Mas é a realidade e ponto. Muita gente defendeu e também criticou. Lily teve que emagrecer muito, e ela a tinha tido distúrbios antes, mas ela diz que foi com a ajuda de uma nutricionista. Mas, quem sabe?

Em algumas cenas é possível perceber que, mesmo trancada numa clínica, ela consegue fazer exercícios, como abdominal e subir e descer as escadas. Isso é uma coisa complicada para quem tem anorexia ou bulimia. Você fica fraca mas não consegue parar, e faz mais e mais para poder ficar bem com seu corpo. É errado, muito errado.

O Mínimo Para Viver: O que aprendemos com o filme? – Hobby Diario

Uma vez escrevi um texto sobre uma menina que tinha morrido dessa doença - você pode lê-lo aqui. Minha vizinha, por sinal. Ela da em homens, mulheres e crianças.  Não tem idade, não tem sexo e não tem cor.

Voltando ao filme sim, ele é extremamente bom mas tem vários gatilhos. Se você já tem essa "tendência", não assista. Se conhece alguém que esteja passando por isso, esse é um ótimo filme para aprender a lidar com essa situação. 

Ah, esse filme é um Original Netflix.


You Might Also Like

0 comentários

Comentários

SUBSCRIBE

Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf
Todo o conteúdo é criado pela equipe do blog e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada ao seu devido autor. - See more at: http://www.raiannymartins.com/2014/03/cartas-para-o-meu-primeiro-amor-mais-um.html#sthash.F1Ctpv9o.dpuf

Todo o conteúdo é criado pela equipe Idealiizar e qualquer cópia total ou parcial deve ser creditada a seu devido autor. Todas as opiniões aqui expressas são de total responsabilidade de seus autores. Declaro que as imagens aqui utilizadas não são de minha autoria, salvo exceções, e que qualquer problema relacionado ao uso indevido de imagem deverá ser encaminhado para idealizar.me@gmail.com.