12 de jan de 2018

Sexo sem Tabu - As vezes queremos um amorzinho


Choquem: comprovado cientificamente que as mulheres pensam mais em sexo do que os homens. Seja pegada forte, aquela fugidinha no meio do expediente ou aquela oral no carro. Mas tem horas que a gente quer mesmo um amorzinho.

Não um amorzinho para chamar de seu. Não um amorzinho para você falar com voz de criança até na frente dos amigos. Não, isso é outra coisa. Falo daquela amorzinho que vai te dando tesão só na hora da conversa. 

Aquele que você sentir a mão suar quando ele encosta no seu cabelo. Que você já sente o calor, inexplicável eu diria. Aquele que você já saca para que veio, só pelo calor do beijo. Tem beijos e beijos né? Aquele que, aos poucos, vai chegando devagarinho, como quem não quer nada, bem casual mesmo e te tira do sério.

As vezes a gente gosta de um amorzinho, mesmo que casual.

Ficar conversando quando os dois - os dois, tá? - há gozaram. Ficar horas e horas trocando carinho, contando piada, falando da vida ou de um futuro que você esteja, ou não, presente. O amorzinho que topa assistir um filme com você, que durma de conchinha e só isso. Sem essa obrigação de fazer sexo só porque foi para isso que veio o casual.

Sem pressa. Amanhã é outro dia. 

Fica mais, te preparo um café, te trago pão de queijo da padaria da esquina.

Faz amor, faz sexo e faça tudo, sem medo de ser feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários