21 de fev de 2018

Oscar 2018 - Melhor Filme - Parte 2



Eu disse que escreveria de três em três para vocês não ficarem cansados, e eu também hahaha. Não consegui assistir a todos os filmes por conta da correria do dia a dia. Mas calma, nem tudo está perdido. Assisti mais três e vou comentar deles para vocês.

A Forma da Água 



Na minha opinião era para esse filme ter virado uma série, pois são muitos pontos que del Toro quis mostrar e não conseguiu, o diretor é conhecido pela obra fantástica Labirinto do Fauno, já adianto que o diretor perdeu um pouco a mão. No longa, no auge da guerra fria, Eliza (Sally Hawkins), que nasceu muda e mora em cima de um velho cinema, se apaixona por uma criatura monstruosa e humanoide, como um clássico dos filmes desse diretor, encontrado na América do Sul. Octavia Spencer é Zelda, amiga de Eliza, e as duas são faxineiras numa instalação militar. O Cine Pop escreveu em sua crítica ao longa: "O que impressiona também é a ousadia do filme de del Toro, que de conto de fadas leve e politicamente correto não tem nada. Este é um filme sujo, sangrento, muito violento, bem sacana – com diversas cenas de nudez, masturbação e até mesmo sexo interespécie. Esse é o Guillermo del Toro raiz que aprendemos a amar e nunca será Nutella." Incrível né? Merecia ganhar, mas não sei se aposto nesse filme como o grande ganhador.

The Post - A Guerra Secreta


Quando vi quais eram os atores que fariam esse longa que quase morri, até comentei com a Sara, mas acho que passa batido como um filme de sessão da tarde para estudantes de jornalismo. No filme, estrelado pela maravilhosa Meryl Streep e pelo maravilhoso, que eu tinha um crush na adolescência, Tom Hanks. Ela é dona do jornal The Washington Post e precisa decidir se vai denunciar os documentos vazados sobre a guerra no Vietnã, coisa que Tom já estava programando desde que recebeu as páginas confidenciais do Pentágono. Logo na primeira cena Spielberg nos mostra quão sujo é o jornalismo quando temos um tema super importante, que todos os jornais dariam a vida para publicar primeiro, mas é só isso. Ele erra a mão várias vezes, afinal o que aconteceu com nosso tão amado, e oras odiado, diretor?

Dunkirk


Esperava muito mais desse filme, pois sou apaixonada pela história da Segunda Guerra mundial, mas tudo que me deu foi sono. Baseado na história da Operação Dínamo, que conseguiu resgatar 330 homens na cidade que da nome ao filme. O diretor, Nolan, sabe retratar muito bem com jogos de câmeras no tempo exato, um ponto positivo por aqui. Mas fora isso é só mais um filme de guerra comum, o que me gera revolta pois Mother não foi indicado e com certeza seria um puta ganhador. Qual é o problema desses profissionais que selecionam os filmes? Fica aqui o questionamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários