6 de jun de 2018

Porque nós contentamos com um amor meio bosta?

El es tan oscuro y serio como la noche misma ....

Um dia eu li num livro que temos o amor que achamos merecer, ou qualquer outro clichê do tipo. Mas sabe, isso não é uma verdade absoluta? Nós temos medo do amor, por isso ele chega de mansinho e se instala dentro do peito, e achamos que tá tudo bem assim... Mas não é, porque nós sempre merecemos muito mais.

Você merece um amor que não vê barreiras para se expressar, aquele clichê mesmo de filmes e novelas. Mesmo que vocês não fiquem juntos para sempre, porque eu, mais do que ninguém, acredito em alma gêmea. Mas viva essa amor como se fosse o último. De flores, mostre que se importa, mande cartas, mensagens de texto, chame pra jantar no meio da semana É, mais do que tudo, mostre que se você se importa.

Não tem nada mais chato do que você chamar a pessoa pra sair e ela viver dando desculpas. Nada mais chato do que ver que ela não se importa, que pra ela você é apenas um step quando o pneu da frente furar, ou quando uma outra pessoa desmarcar.

Tem também aquelas pessoas que tem muito medo de "ficar sozinha", mas meu amor nós já nascemos sozinhos. Não fique em quando o "amor" já não arrepiar a espinha, como se fosse a primeira vez. Não fique quando ele não respeitar quem você se tornou. Não fique quando o outro já não se importa mais.

Então vai! Chame para sair, se importe, viva aquele amor. E viva muito, afinal nunca se sabe quando a nossa alma gêmea vai chegar, não é mesmo? Mas, enquanto ela não chega que tal aproveitamos o máximo?

Vai falar a pena, vai por mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários