16 de ago de 2018

Agora que estou solteira...


Agora que estou solteira eu vejo a vida de outra forma. Todas as coisas que não tinham importância antes agora tem. Não vem com essa que o amor deixa as coisas mais coloridas, porque quem pensa assim cria uma verdade que só vai ser feliz se tiver alguém junto. Mas eu passei a ver as coisas mais coloridas, mesmos nos dias mais escuros de inverno.

Agora que estou solteira posso ir a lugares onde antes, quando namorava, meu ex não queria ir. Posso ficar observando as estrelas sem ninguém para me dizer o que fazer depois. Posso atacar um lanche de madrugada, quando voltar da balada, e me arrepender depois... porque acontece né?

Agora que estou solteira posso ver o mundo de outro jeito. O calor que faz dentro de mim quando vejo um carrinho de sorvete virando a esquina e corro pra comprar um. Sem julgamentos dos outros. Como sou atrapalhada posso derrubar ele inteiro na minha blusa nova, não terei ninguém para me julgar. 

Vou rir de mim e por mim.

Agora que estou solteira posso colocar todas as pimentas em sachês que vem no cinema e comer sozinha, vai me dar um calor mas tudo bem, a gente tira o casaco que tá tudo certo. Agora que estou solteira posso assistir os filmes mais bizarros da vida, sem ninguém para julgar as minhas escolhas e ficar duvidando do porque escolhi aquele filme.

Agora eu posso fazer todas as coisas que tenho vontade, conhecer todas as pessoas que eu quiser, ser amigo de muitas delas e beijar todas as bocas que eu quiser, solteira que fala né? Hoje posso decidir ir para praia e, em cinco minutos, pegar o carro e ir sozinha, sem dar satisfação a ninguém.

Meu Deus, eu não lembrava que ser solteira era tão bom. Mas calma, um dia alguém vai ocupar esse coraçãozinho aqui e pode ter certeza, ele vai me aceitar do meu jeito atrapalhada de ser porque mudar por alguém pode ser a pior coisa a se fazer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários